sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Comparações salariais

Já não é de hoje que ando um pouco revoltada com a discrepância nos salários. E discordo quando alguém diz que é importante estudar. Que nos dias de hoje é imprescindível cursar um ensino superior. Até concordo que a gente deve estar sempre lendo, fazendo cursos, assistindo palestras, etc. Mas cursar uma faculdade. Pra quê?
Eu gastei 04 anos da minha vida, e mais de R$ 30.000,00, para me tornar uma contadora. Isso porque a faculdade não era das melhores. E eu fazia de tudo (exames, voluntariado) para ter redução na mensalidade.
Tudo isso para ter um salário de R$ 2.200,00 por mês. R$ 73,00 por dia – R$ 9,17 por hora. E ainda tenho que pagar uma anuidade de mais de R$ 500,00. Agora quero comparar o meu salário, com o de algumas profissionais que conheço:
Sabe quanto ganha uma depiladora? R$ 180,00 por hora.
Uma cabeleireira? Mais ou menos R$ 500,00 por dia (chutando baixo).
Uma manicure? A média de R$ 200,00 por dia.
Uma faxineira? R$ 130,00 por dia.
A cuidadora da minha sogra? R$ 150,00 (por noite)
Até a empregada da minha sogra ganha (+/-) o que eu ganho.
E então eu pergunto: _ Estudar pra quê?  Tanta responsabilidade pra quê?
Agora eu vou mais longe com as comparações. Mais longe não... Mais alto.
Hoje a notícia que está bombando na internet é o salário exorbitante do Neymar. Ele acabou de ser contratado pelo clube Paris Saint-Germain. O valor não dá nem para mensurar, parece que é mais ou menos 300 mil por dia. Pode isso?
Será que dá para comparar o salário dele com o salário de um médico? Ou de um professor? 
Nem dá para ficar comparando, porque ao fazer isso a gente só passa raiva.
Postar um comentário