domingo, 30 de dezembro de 2012

Monte Alegre do Sul e Poços de Caldas

Sempre viajamos entre o Natal e Ano Novo. E esse ano não poderia ser diferente. Fomos passear em Monte Alegre do Sul e depois Poços de Caldas. Em Monte Alegre ficamos no Hotel Fazenda Serra Verde. O Zé queria muito ir lá. Nos tempos em que ele fazia passeios de moto, chegou a levar o pessoal lá. Então sabia que era muito bom.
De lá fomos para Poços de Caldas. Decisão de última hora. Tanto que em Poços ficamos no íbis Hotel, pois, ali é sempre certeza de conseguir hospedagem.
Não tenho muito que falar dos dois lugares porque geralmente escrevo sobre a viagem dias depois. Era o que eu ia fazer. Rever as fotos e com elas, escrevendo quase que dia a dia, ou passo a passo a viagem. Porém, para a minha infelicidade, perdemos todas as fotos. Antes mesmo de eu colocar no facebook, ou qualquer outro lugar – nas nuvens. Estava no nosso computador e sabe lá o que aconteceu... Sumiram.
Eu nem ia escrever sobre essa viagem, só que hoje – dia 10 de março de 2017 – eu resolvi organizar meu blog. E verificar as viagens que fizemos nos finais de ano. E não encontrei postagem do final de 2012. Fuçando no facebook do Zé, encontrei a única foto que restou de lembrança. Foto que ele colocou no perfil enquanto ainda estávamos em Monte Alegre.
Então fica aqui mais para registrar as viagens que fizemos.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Difícil ser mulher


Não é de hoje que venho reclamando da minha condição de mulher. Meu Deus, como é difícil ser mulher!
Não é só pelo custo, mas também pelo tempo que tenho que dispor para alguns cuidados pessoais. É manicure, depiladora, cabeleireira...
Fiquei sem almoçar, aliás estou sem almoçar (por isso resolvi desabafar, colocar pra fora o que há meses vem me incomodando), por este pequeno motivo: fui fazer sobrancelha e buço. Minha indignação aumentou desde o último Sábado. Marquei de fazer algumas mechas no cabelo. Preciso fazer isso para disfarçar por mais tempo os fios brancos, acho que se não fosse por isso não faria. O meu atendimento que estava marcado para às 13hs foi acontecer mais de 2 horas depois. Durante o processo fui aconselhada a fazer “reparação nos fios”. Pensei...  o que é meia horinha e 50 reais a mais, lembrei da frase “quem está na chuva é pra se molhar” então aceitei o conselho.rss
Acabei por sair do salão depois das 20hs. Não tem como não protestar é muuuito difícil ser mulher.
Gostaria de poder deixar de fazer essas manutenções, já fiquei por anos fazendo somente 1/3 do que citei acima. Mas isso era outra época... vivia um outro tipo de vida além do que, os tempos mudaram.
Hoje em dia são tantos os tratamentos estéticos oferecidos no mercado (que por enquanto não me apetecem), que variam desde a aplicação de silicone (em tudo quanto é parte do corpo), lipocavitação, drenagem linfática, carboxiterapia, peeling e por aí vai, ou melhor... pelo corpo vai.
Acredito que pra aderir à tudo isso só sendo “muito rica” e tendo “muito tempo” e em alguns casos um “pouco de coragem”.  Eu, por enquanto não tenho nenhum dos três... que bom! rss
Concordo que ficamos mais belas, femininas e atraentes, mas que não é fácil, NÃO É!!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Meu "primeiro" KOBO


Minha história com o Kobo começa assim:

Dia 27/11 às 11:50hs recebo um e-mail do meu futuro marido:
PS.: daqui há alguns (poucos) dias, vou te dar um presente que (acredito) você vai gostar... já encomendei.
comentário: ele fez isso porque eu estava um pouco cansada (devido a semana de provas na faculdade) e um pouco triste e desanimada com o meu trabalho.

Mais tarde às 14:59hs outro e-mail:
O que comprei prá você?... é "surpresa"!! (...rsss!)... não fique ansiosa não... é uma "coisa pequena" (...mas comprada com muito carinho, pensando em te fazer "um mimo"!) comentário: como eu fiquei "um pouco" curiosa, questionei-o sobre o que seria "o mimo".  Por fim até brinquei, perguntei à ele se sempre ganharia um mimo quando estivesse triste.rss

Graças a Deus tinha um fim de semana com viagem marcada que me manteve menos ansiosa.
A encomenda chegou no dia 05/12. Fiquei surpresa (mesmo) afinal não tinha a menor idéia do que seria esse aparelho. Estamos conhecendo o Kobo aos poucos (e a cada dia que passa me apaixono mais por ele), no mesmo dia compramos um livro para ver como funciona e também já baixei um gratuito, comecei a ler e utilizar algumas ferramentas disponíveis.
Pesquisando no google sobre ele, encontrei esta matéria  interessante.
O que sei é que estou adorando esta novidade e o melhor de tudo é saber que vou "carregar" um monte de livros sem peso algum e colocar minha leitura em dia!