quarta-feira, 29 de abril de 2015

Questão de Tempo


Visitando o blog da Letícia vi a postagem dela sobre o filme "Questão de Tempo". O enredo me atraiu e a vontade de rever a Rachel também. 
Sendo assim, nem vou perder meu tempo falando sobre o filme, pois, ela mandou muito bem! Aliás, sou fã dessa menina. Demora a escrever, mas quando escreve nos envolve, nos emociona, nos convence!
Só resolvi postar no meu blog que assisti, para no final do ano fazer a minha lista de filmes vistos no ano. Se bem que há anos tento fazer isso e... Não sai.rss
Bom, fica a dica. O que a Letícia escreveu sobre o filme está aqui.

Sr.Olympio

O Sr.Olympio, meu sogro teve um AVC. Acabei de ficar sabendo. O Zé me ligou e está indo para a casa dos pais, para saber mais detalhes.
O Sr. Olympio está com 88 anos. A gente tem percebido que a cada dia que passa ele está mais debilitado.
Já não caminha como fazia até dois anos atrás. Passa o dia indo do sofá para o portão. Ali ele para uns minutos, segura na grade, olha para a rua e entra.
Ou então vai do sofá para a cozinha. Do sofá para o banheiro. Do sofá para a cama. Essa tem sido a rotina dele nos últimos anos.
O bom é que ele se alimenta bem. E toma pouco remédio. Somente um para ser mais exata.
E hoje acontece isso. Vamos esperar que dos males, esse seja o menor.

***
Pós escrito de 22/05/2015:
Já se passaram mais de 3 semanas e o Sr.Olympio continua internado. Por incrível que pareça, os médicos não chegaram à um consenso sobre o que ele realmente teve. 
Hoje ele se alimenta através de sonda, pois, não consegue engolir os alimentos. Também está com sonda para urinar. 
Era para ele ter tido alta semana passada, mas teve infecção urinária. 
Vou visitá-lo sempre na terça e quinta-feira. Cada dia é uma surpresa. Às vezes ele está todo falante. Às vezes calado, distante...
Eu fico com o coração partido, principalmente quando percebo que ele acha que estamos ali para levá-lo embora.
A D.Odete foi visitá-lo no último Domingo. Uma pena que pegou ele bem "largado". Disseram que ele mal abriu o olho.
Vamos ver como vai ser daqui pra frente.

*** 
Pós escrito de 03/06/2015:
Desde o dia 22, o quadro geral do Sr.Olympio estava inalterado. 
No Sábado, dia 23 nós levamos a D.Odete para visitá-lo no hospital. Ele estava dormindo quando chegamos. Tinha acabado de fazer inalação. Dormia tranquilo.
Sexta feira da semana passada fizeram uma intervenção, onde colocaram a sonda de alimento direto no estômago. Disseram que é menos incômodo para ele. Realmente, vê-lo com aquela sonda no nariz não era nada bom.
Ontem o Sr.Olympio teve alta do hospital. De lá, levaram-no para uma clínica. Os filhos e a D.Odete acharam que é o melhor para ele.
Hoje o Zé vai lá para ver como ele está. Eu só poderei ir nos finais de semana, pois, o horário de visita na clínica é das 14hs às 17hs.
Agora é rezar para que ele se adapte ao novo lar.



terça-feira, 28 de abril de 2015

OneRepublic - Counting Stars

Tem uma música que adoro! E passei a adorar mais ainda, depois que a ouvi sendo interpretada por uma turminha muito talentosa, no quadro Iluminados, do Domingão do Faustão. A música é  Counting Stars do One Republic. Já gostava dela, mas depois desse dia, ouvindo-a em diferentes timbres de voz, me apaixonei. Bem isso!

Mas foi só depois desse dia também que quis saber de quem era a música. Quando fiquei sabendo que era o One Republic, pensei... Esse nome não me é estranho. Então lembrei que no passado curti demais a música Apologize, que é deles. 
Outro detalhe foi que ao ler a biografia da banda, fiquei sabendo que o vocalista é o Ryan Tedder. O Bruno de vez em quando compartilha músicas do Ryan no blog dele. Não sei (lembro) se em alguma postagem, o Bruno escreveu que o Ryan é o vocalista do One Republic. Se escreveu e eu não percebi, ele vai ficar bravo comigo.rss 
Gosto dessa música porque ela tem um ritmo gostoso, que me deixa com vontade dar uma chacoalhada no esqueleto.

Eu ia compartilhar só a música, mas gostei demais do vídeo. 


sábado, 25 de abril de 2015

O primeiro carro do Danilo

Finalmente o Danilo conseguiu encontrar um carro. Faz um tempinho que ele estava procurando – pesquisando. Chegamos a levar ele em algumas lojas e concessionárias.
Ele pagou durante anos um consórcio de moto. Graças a Deus, ao terminar o plano, ele não quis pegar uma moto. Eu não ia ficar nem um pouco feliz. Não tenho confiança nesse veículo. Com o dinheiro, ele resolveu dar de entrada em um carro.
O Danilo é muito esforçado, trabalhador. E também muito exigente. Não foi fácil encontrar um carro nas condições que ele queria e podia, mas, no fim encontrou.
Ele comprou um Corsa Hatch – preto – ano 2011/2012. Esse carro ele viu com o Rubens. Sei que deu a entrada e parcelou o restante. Pegou o carro na quinta-feira, dia 23. Fiquei sabendo ao ver as fotos que ele postou no grupo da família, no WhatsApp.
Com o Danilo eu não peguei tão pesado com as advertências - os conselhos. Como ele mora com o Rubens, acredito que já deve ter ouvido bastante. Peguei pesado com o Bruno. Coitado! Também, foi o primeiro dos filhos a adquirir um automóvel, então fiquei muito apreensiva de como seria depois. Agora já estou mais tranquila. Espero que o Danilo seja um motorista prudente, assim como o irmão.
Nem precisa dizer o quanto o Danilo está feliz, precisa? É muito gratificante quando a gente consegue algo que deseja. Eu também fiquei muito feliz! Ele merece!!



domingo, 19 de abril de 2015

E lá se foi o meu domingo.

Hoje passei o dia na cama. Há tempos não fazia isso.
Antes de me levantar (definitivamente), saí da cama por duas vezes. A primeira foi às 11 horas para tomar remédio (dorflex) para dor, pois, doía a garganta, os ombros e a panturrilha.
A garganta começou a doer ontem. Não sei o motivo. Não lembro de ter abusado.
O ombro eu acredito que é porque ando muito tensa por causa do trabalho. Tenho prazos. Até mesmo na Ômega, que tenho ido somente aos Sábados.
E a dor na panturrilha deve ter sido por ter caminhado muito apressadamente por mais de 1,5km na sexta-feira. Eu peguei um ônibus que achei que passava onde eu tinha de descer. Só que não foi o que aconteceu. Então desci na Governador Pedro de Toledo e fui a pé para o escritório. Para ajudar estava de rasteirinha. Pensando bem, menos mal, pois, podia estar de salto. Sei que chegou a ficar vermelho embaixo dos meus pés.
A segunda vez foi às 15 horas, para abrir a cortina - que estava fazendo barulho - por causa do vento. Estava começando a chover.
E a terceira e definitiva vez que saí da cama já passava das 17 horas.
Até que não foi mal passar o dia na cama. Sei que joguei um dia fora, mas estava precisando descansar.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Eu e os ônibus 2

Quinta-feira, 16/04, 20hs. Dentro do ônibus.
_Alô amore. Estou voltando pra casa.
_Por que? Não teve a palestra?
_Não é isso. É que eu não encontrei o local. Acho que peguei ônibus errado!

Sexta-feira, 17/04, 8hs. Dentro do ônibus.
_Alô Bia. Vou chegar atrasada no trabalho. Avisa aí.
_O que aconteceu?
_Peguei ônibus errado.

A cena acima aconteceu comigo. Em um espaço de 12 horas. Fiquei imaginando que se tivesse uma mesma pessoa, nos dois ônibus, e me ouvisse fazendo as ligações, provavelmente ia pensar. Nossa... Que mulher perdida!

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Interestelar

Título original: Interstellar (Interestelar)
Lançamento: 06 de novembro de 2014 (2h49min)
Direção: Christopher Nolan
Elenco: Matthew McConaughey, Anne Hattaway, Michael Caine
Gênero: Ficção científica, Draama.
Nacionalidade: EUA

Sinopse: Após ver a Terra consumindo boa parte de suas reservas naturais, um grupo de astronautas recebe a missão de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial, possibilitando a continuação da espécie. Cooper (Matthew McConaughey) é chamado para liderar o grupo e aceita a missão sabendo que pode nunca mais ver os filhos. Ao lado de Brand (Anne Hathaway), Jenkins (Marlon Sanders) e Doyle (Wes Bentley), ele seguirá em busca de uma nova casa. Com o passar dos anos, sua filha Murph (Mackenzie Foy e Jessica Chastain) investirá numa própria jornada para também tentar salvar a população do planeta.

***

Sem exageros... Esse filme foi bom demais! Assistimos ontem.
Se bem que eu não entendi muita coisa, mas...
Não estava na minha lista de intenções ver esse filme. Isso porque eu não curto muito filme desse gênero. Porém, eu ouvi os comentários da Letícia e do Bruno e, fiquei tentadíssima. Eles avisaram que o início é meio parado, mas depois a gente fica na torcida. Ou desespero. Imagina. Eles falando isso se eu não fiquei curiosa. Tanto que passei esse filme na frente dos outros.
Bom, eu não achei nada parado. O filme prendeu minha atenção desde o início.
E a história é essa. Cooper é fazendeiro-engenheiro. Viúvo, pai de Murph e Tom. O pai de sua falecida esposa vive com eles na fazenda. No quarto de Murph tem uma estante com livros e ali, coisas estranhas acontecem. Murph diz ao pai que é um fantasma que tenta se comunicar com ela.
Um dia eles decifram um código e assim chegam à NASA. Ali ficam sabendo que estão preparando uma expedição para outros planetas, na tentativa de saber se os mesmos podem ser habitados pelos humanos, uma vez que a terra está com seus dias contados.
E Cooper é escolhido para ir junto nessa expedição. Murph tenta desesperadamente impedir que ele vá, inclusive mostrando que ela tinha decifrado uma mensagem que dizia “fica”. Ele entrega à ela um relógio e diz que quando ele voltar eles vão comparar as horas. Diz também que podia acontecer de que ( como o tempo no espaço é diferente), quando ele voltasse os dois estarem com a mesma idade. A hora que ele pega o carro e vai deixando a fazenda para trás é de chorar. Momento tenso. E triste. 
E assim Cooper segue para o espaço acompanhado da Dra. Brand e mais dois astronautas.
E assim começa a corrida contra o tempo. Cooper quer atingir o objetivo o mais rápido possível, para poder voltar para casa. 
E nas duas horas e quarenta e nove minutos de filme, muita coisa acontece. No espaço e na terra. E, se eu continuar escrevendo vou contar o final. E do meu jeito. Porque como não entendi muita coisa, pode ser que eu deixe quem passar por aqui, um pouco confuso.rss
Quer saber... Vou assistir novamente. Uma porque sei que vale a pena. E outra, para entender melhor. Sé é que isso é possível.


D.Odete

Ontem a noite a D.Odete caiu. Mais uma vez. Caiu e bateu a cabeça.
A gente estava em casa assistindo o filme Interestelar. Era quase sete da noite, quando o celular do Zé tocou. Ele atendeu e começou a falar alto e gesticulando para eu abaixar o volume da TV. Era o pai dele, avisando que a mãe estava caída no chão da cozinha. Ele não consegue levantar ela.
O Zé ficou perdido, pois, sabia que era o dia da Adriana estar com os pais. Então ele ligou para a Adriana. Ela falou que pagou a cuidadora para ficar no lugar dela. Ela ligou para a cuidadora e ficou sabendo que a mãe dele dispensou-a antes do horário. Ela não devia ter ido, pois o combinado é só ir embora quando a outra cuidadora chegar.
Saímos desesperados de casa. Imaginem. Dois idosos sozinhos, sendo que um estava no chão. Sabe-se lá em que condições.
Passamos em tudo quanto foi sinal vermelho. Os que davam, é claro. Chegamos na casa dos pais dele, a Adriana já tinha chegado.
Fomos direto para a cozinha e ela estava lá, no chão, apoiando a D.Odete que estava de costas pra gente. Pude ver o cabelo todo ensanguentado e sangue no chão. Fiquei assustada, mas ela estava bem. Foi um corte superficial (apesar do galo).
Levaram ela ao hospital para fazer exames, mas graças a Deus não foi nada grave.  Somente observação por 30 dias. 
Que susto que ela nos deu! 

sábado, 11 de abril de 2015

Presente de aniversário


Ganhei esses dois tapetes da Shirlei. Presente de aniversário!
Ano passado eu ganhei um tapete dela. Adorei, e uso tanto que descaradamente pedi outro de presente.rss
Ela disse que começou a fazer, depois fez uns rolos com a mãe, que terminou de fazê-los.
Como eles já estavam prontinhos ela resolveu dá-los, mesmo ainda não sendo o dia do meu aniversário. Ótimo porque já estou usando-os. Lindos não??

Olhar de Anjo

Título original: Angel Eyes (Olhar de Anjo)
Lançamento: 19 de outubro de 2001 (1h42min)
Direção: Luis Mandoki
Elenco: Jennifer Lopez, Jim Caviezel, Terrence Howard
Gênero: Suspense , Romance , Drama
Nacionalidade: EUA
Sinopse: Sharon Pogue (Jennifer Lopez) é uma policial de Los Angeles que luta contra as pressões naturais de sua profissão e ainda o trauma de ter sido abusada na infância. Sua vida é alterada para sempre quando ela é salva por Catch (James Caviezel), um homem que perdeu recentemente sua esposa e filho em um acidente de carro. Logo um romance entre eles tem início, mas eles precisarão resolver suas dívidas com o passado antes de ficarem juntos.



*** 
Já que estamos falando de filmes antigos, aqui vai uma dica. Esse filme eu assisti na época em que foi lançado. Gostei tanto que quis rever. Aliás, já tem um tempinho que procuro-o nas locadoras, e nada!
No fim, acabei pedindo para o Bruno baixar para mim.
Lembrava mais ou menos da história. Tinha uma policial (Jennifer Lopez) que ao socorrer uma vítima de um acidente, pede para ela (a vítima) olhar para ela, enquanto dizia "fica comigo". Tempos depois a vítima, (Jim Caviezel) reencontra essa policial. Pronto! Só isso que eu lembrava... Mais nada! Inclusive eu pensava que a atriz era a Angelina Jolie. Tá, confesso. Sou grande admiradora (no fundo tenho uma inveja "boa) da boca dessas duas atrizes. Angelina por causa daqueles lábios carnudos. Jennifer por não usar batom e ter uns lábios perfeitos. Por isso confundi.rss
Também não lembrava que a Sonia Braga atuava nesse filme. Pois é!!
Agora o Jim Caviezel. Desse eu não me esqueci. Tornei-me fã dele, principalmente após assistir ao filme "O Conde de Monte Cristo". Está aí outro filme que quero rever. Ele também foi o protagonista do filme "A Paixão de Cristo", esse eu nunca vi e não quero ver. Não tenho coração pra isso!!
Agora deixando um pouco de lado os atores, o filme é realmente muito bom. Vale a pena ver (sempre) de novo!
Aqui tem o trailer original. Não consegui encontrar o mesmo no YouTube para trazer para cá.rss

Casa Comigo?


Título original: Leap Year (Casa Comigo?)
Lançamento: 14 de julho de 2010 (1h41min)
Direção: Anand Tucker
Elenco: Amy Adams, Matthew Goode, Adam Scott
Gênero: Comédia, Romance
Nacionalidade: Irlanda, EUA
Sinopse: Anna (Amy Adams) viaja a Dublin, Irlanda, para pedir o namorado Jeremy (Adam Scott) em casamento. Segundo a tradição local, o homem não pode recusar um pedido feito no dia 29 de fevereiro. Após contratempos na viagem, Anna vê-se obrigada a pegar carona com o charmoso e grosseiro Declan (Matthew Goode), dono de uma hospedaria. Logo, o que deveria ser uma simples travessia ganha rumos inesperados.


***
A Letícia foi a grande incentivadora (indiretamente) para que eu assistisse esse filme. Tudo começou quando ela comentou na minha postagem do filme "O Jogo da imitação" sobre ter ficado surpresa ao ver o ator Matthew Goode.
Eu que não sou nem um pouco curiosa fui pesquisar de onde mais ela o conhecia. E para ver se eu também já o conhecia de outros filmes. Fuça aqui, fuça ali fiquei sabendo que ele foi o protagonista do filme "Casa comigo" e os comentários sobre a sua atuação (e sobre o filme) foram muito bons. Não pensei duas vezes. Pedi para o Bruno providenciar o filme para mim. E assim... Assistimos. O Zé também.rss
Logo que pedi o filme o Bruno já me avisou que a atriz que contracenava com o Matthew era a mesma do filme do filme "Big Eyes", que assisti uns dias atrás. 
Bom, o filme é divertidíssimo. De tudo, gostei muito do cenário. Principalmente do lugar onde Declan mora e o caminho por onde passam para chegar à Dublin. E gostei mais ainda de ouvir a música "You Got Me" da Colbie Caillat. Então vai aí essa dica. Para quem ainda não assistiu, é claro! Afinal, estamos falando de um filme de 2010.rss

O trailer abaixo não está muito bom, mas dá para ter uma ideia do que é o filme.



Fonte:  http://www.adorocinema.com/filmes/filme-139966/