quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O Urso Faminto

De folga esta semana, resolvi fazer uma faxina no meu PC e fuçando encontrei nos meus arquivos esta mensagem, me lembrava dela mas não com todas as letras, sei que a mesma me ajudou muito em um dos momentos mais difíceis da minha vida, minha separação. Uma mensagem triste, porém triste mesmo é quando percebemos que estamos aprisionados a uma situação que nos deprime, nos entristece e não conseguimos nos libertar.

Vou deixá-la aqui, para me lembrar que tenho que me libertar de algo, ou melhor, alguém.rss


E começa assim: Certa vez, um urso faminto perambulava pela floresta em busca de alimento. A época era de escassez.
Porém, seu faro aguçado sentiu o cheiro de comida e o conduziu a um acampamento de caçadores.
Ao chegar lá, o urso, percebendo que o acampamento estava vazio, dirigiu-se para uma grande fogueira ainda ardendo em brasas e dela tirou uma enorme tina de comida.
Quando a tina já estava fora da fogueira, o urso a abraçou com toda sua força e enfiou a cabeça dentro dela, devorando a comida.
Enquanto abraçava a tina, começou a perceber algo lhe atingindo.
Na verdade, era o calor da tina que o estava queimando.
Ele estava sendo queimado nas patas, no peito e por onde mais a tina encostava.
O urso nunca havia experimentado aquela sensação, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida.
Então, começou a urrar muito alto.
E, quanto mais alto rugia, mas apertava a tina quente contra seu imenso corpo.
Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele apertava contra o seu corpo e mais alto ainda rugia.
Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso, praticamente sentado, recostado a uma árvore próxima a fogueira, segurando a tina de comida.
Ele tinha tantas queimaduras que o fizeram grudar na tina e, seu imenso corpo, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.

Quando terminei de ouvir esta história do mestre Jomano, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes, abraçamos certas coisas que julgamos ser importantes.
Algumas delas nos fazem gemer de dor; nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes.
Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, desespero.
Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos e defendemos.
Para que tudo dê certo em sua vida, é necessário reconhecer, em certos momentos, que nem sempre o que parece salvação vai lhe dar condições de prosseguir.
Tenha a coragem e a visão que o urso não teve.
Tire do seu caminho tudo aquilo que faz seu coração arder.
Solte a tina, solte a tina...
Quando soltá-la, perceberá que você pode libertar-se e que, com certeza, tudo vai dar certo...

César Romão, do livro "Tudo vai dar certo"

E aqui me despeço de todos com o desejo de que tenham uma maravilhosa passagem de ano!!
Nos vemos em 2011!! Beijooooooooooo

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Amizade... gratidão

Este post é um agradecimento ao Manoel, um blogueiro amigo que não se chateou com um palpite que dei e até me presenteou dedicando um poema.

Se quiserem dar uma espiada e aproveitem para dar uma olhada nos posts dele, tem muita informação, está sendo meu jornal diário.rss

Manoel, mais uma vez MUITO OBRIGADA!!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Mais uma vez - Placa Luminosa

Foi nisso que deu ficar sozinha e refletir.rss Saudades! Não de um alguém em especial, mas, de momentos especiais, de lugares ... Só saudades!!
Não sei se sou saudosista, por isso ouço a Antena 1, ou se por ouvir a Antena 1, me tornei saudosista. Enfim; estava ouvindo a Antena 1 e tocou esta música que adoro "Just To See Her" com o Smokey Robinson. Porém, naquela época (mil novecentos e tralalá) eu curti mesmo foi a versão com o Placa Luminosa. Até porque eu entendia o que a letra dizia, né?rsrs

Mais Uma Vez - Placa Luminosa

A música Just To See Her, interpretado por Smokey Robinson, foi escrita em 1987 por Jimmy George e Lou Pardini - gravado pela American R&. Isso é tudo que eu consegui descobrir, aqui.rsrs

sábado, 25 de dezembro de 2010

Então...é Natal!!

Fui no centro da cidade ontem, véspera de Natal. Nunca aconteceu isso comigo, mas infelizmente estou ficando um pouco relaxada, deixando tudo para última hora. 
Não que já não tivesse ido às compras antes, sim, fui uma noite no centro e duas noites no Shopping. 
Não, minha lista de presentes não é tão grande assim, alguns afilhados, pai, mãe e filhos. Aliás, estou aqui pensando (não sei como) não estou tão enrolada assim, porque duas vezes foram para fazer compras para o meu filho, ou melhor ajudá-lo. 
Enfim fui - para começar tive que encarar Banco logo cedo (os Bancos abriram das 8hs às 10hs) e depois a maratona, meu Deus quanta gente, quantos pacotes, quanto barulho, sei que perto das 13hs fui embora (alguém vai ficar sem presente) não aguentava andar, a perna não obedecia mais e os pés doíam. Chega... desisti mas sobrevivi!
Agora, passados 40 minutos do início do dia 25, estou eu aqui, sentada, no conforto do meu lar, depois de uma manhã estressante nada melhor. Quando os relógios marcavam meia noite, ao som de muitos fogos, fiz uma oração de agradecimento ao aniversariante "Jesus Cristo" por mais um ano nos presentear com seu renascimento, nos motivando a permanecermos firmes na fé e na esperança. 
Sei que neste momento muitos estão por aí comemorando e bebemorando, espero que com moderação e que busquem o sentido maior desta comemoração.
Amanhã estarei lá, junto aos meus pais, irmãos e quem sabe filhos comemorando também o aniversário do meu pai, é; o Sr.Manoel faz aniversário dia 25, temos motivos de sobra para comemorar.
É claro que foi difícil eu convencer meu filho que eu queria ficar em casa, durante a semana ele foi ajeitando alguns lugares para eu ir, ele ainda não conhece a mãe que tem.
E tem a Tati, sim, ela como sempre ligou e tentou me convencer a sair de qualquer jeito, me chamou até mesmo para darmos umas voltas aqui perto do apartamento, já fizemos isso antes. 
Sei que eles só querem o meu bem e pensam que eu estar sozinha não é bom, um dia eles vão entender o quanto é bom termos momentos à sós, ainda mais em épocas como essas que somos convidados à reflexão, e no meu caso; tenho que refletir no Natal porque no Ano Novo, sem chance, sem tempo!!
Conclusão ; O que sei é que comprava os presentes pensando: pra quê isso, não precisa disso, não tem por quê, mas; vamos seguir a tradição não é mesmo?
Também não condeno quem comemora, já fui dessas que passava a noite de Natal "em claro", depois dormia o dia inteiro.rss
Cada um na sua, no seu momento, eu estou no meu momento, faço algumas coisas para continuar a tradição e deixo de fazer algumas para resgatar a tradição.
Mas amanhã é outro dia e eu quero estar bem acordada para viver cada minutinho.
FELIZ NATAL A TODOS MEUS SEGUIDORES E VISITANTES, QUE JESUS CRISTO RENASÇA NO CORAÇÃO DE CADA UM DE VOCÊS!!

sábado, 18 de dezembro de 2010

Viver ou juntar dinheiro?

"Meu nome é Sergio, tenho 61 anos e pertenço a uma geração azarada.
Quando eu era jovem as pessoas me diziam para escutar os mais velhos que eram os mais sábios, agora, me dizem que tenho que escutar os jovens, porque eles são mais inteligentes.
Na semana passada, li na revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico, e aprendi muita coisa.
Aprendi, por exemplo, que se eu tivesse simplesmente deixado de tomar um cafézinho por dia nos últimos 40 anos, teria economizado R$30mil. Se tivesse deixado de ter comido uma pizza por mês, teria economizado R$12mil, e assim por diante.
Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas e descobri para a minha surpresa, que hoje eu poderia estar milionário, bastava não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas das viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei e principalmente não ter desperdiçado meu dinheiro em ítens supérfluos e descartáveis.
Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase R$500mil na conta bancária, é claro que não tenho esse dinheiro, mas se tivesse, sabe o que esse dinheiro me permitiria fazer???
Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar com ítens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafézinhos a vontade.
Por isso, acho que me sinto feliz em ser pobre: gastei meu dinheiro com prazer e por prazer.
E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz, caso contrário eles chegarão aos 61 anos com um monte de dinheiro, mas sem ter vivido a vida..."
(Texto enviado a Max Gehringer - do jornal da CBN Brasil)

Recebi este texto em um e-mail, achei interessante uma vez que estamos em época de renovação, de propostas para os anos vindouros, então está aí; uma mensagem para refletirmos e quem sabe aplicarmos no nosso dia a dia.
"Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. Assim ele saberá o VALOR das coisas e não seu PREÇO"

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Segunda-feira/13


Estava lá sentada, rindo da minha situação e pensei.... "vai ser legal eu descer a lenha" nesse restaurante, me aconselharam a fazer isso no Twitter, como não tenho achei melhor postar, mas é claro que pedi para os que tinham para fazer isso por mim.rss
Hoje é aniversário da minha dinda (é assim que chamo minha madrinha Sandra) ela está fazendo alguns anos a menos que os meus. Apesar de ser uma Segunda-feira resolvemos sair para comemorar, ela resolveu que sairíamos para jantar, a princípio na Macarronada à Italiana, adorei a idéia, adoro tudo de lá e como estava com fome.
Comecei a pensar que não era para eu sair quando, quase com o pé dentro do ônibus recebo a notícia que não jantaríamos mais na Macarronada Italiana, mas os contratempos já tinham começado algumas horas antes, quando desabou água do céu e choveu, como choveu, aliás, choveu tudo de uma vez.
Nada contra chuva, aliás, adoro chuva desde que eu esteja debaixo de uma coberta, assistindo um bom filme. O que sei é que Chuva e trabalho não combinam, chuva e esperar ônibus no ponto não combinam e por falar em ônibus.... Nunca (exagero) fiquei tanto tempo em um ponto de ônibus, acho que só porque eu estava com pressa e muita fome, passaram todos os ônibus possíveis e imaginários naquela rua, menos o que eu precisava.
Talvez não sentisse tanto a demora do ônibus se não fosse pelos carros com seus condutores, pessoas maravilhosas que parece que sentem prazer em passar com tudo na poça de água e lá vai banho em todo mundo, me contive pois por pouco não xinguei uma boa mulher, só não tomei muito banho porque esperta como sou me escondia atrás de um senhor que ficava com toda a água para ele, e ele xingava os motoristas e como xingava. rss
Finalmente cheguei à casa da minha madrinha (bem atrasada) hoje até que ela estava mais paciente, até deixou eu lavar os pés, isso mesmo, só os pés porque se falasse que queria tomar banho o bicho ia pegar.
O local escolhido para o jantar: "Frango na barca", nunca mais volto lá. Sou uma pessoa muito prática, escolho logo o que quero comer e beber, sempre fui assim (sem fome) como estava faminta fui a primeira a escolher e a última a comer.
.Escolhi um filé de frango à parmegiana (foram buscar o frango lá na Itália, acho), com arroz, feijão, fritas, salada, meu prato predileto. O pessoal escolheu uma porção de tudo um pouco, que chegou rapidinho.
Meu prato demorou e como demorou, acho que até mais que o ônibus, sei que quando chegou todos já tinham terminado. Mas o pior ainda estava para acontecer... o prato veio errado, isso mesmo; errado. Pensei até em comer o que veio mesmo, poxa é um desaforo esperar tanto e ter que comer outra opção. Neste momento todos os funcionários já estavam sensibilizados com minha situação porque eu olhava para eles e ria, minha vontade era de chorar.
Quando finalmente o prato chegou não consegui comer tudo, a fome já tinha ido embora e o frango não tinha nada a ver (não era italiano). O garçom/cozinheiro que veio pessoalmente me trazer o prato pedindo mil desculpas pela demora disse que minha fome voltaria, sem graça ele.rss

Mas, enfim foi uma noite agradável, nos divertimos bastante, afinal não é para qualquer um se divertir em plena Segunda-feira. E já estou pronta para outra, que espero ser na Macarronada.


Pós-escrito de 27/11/2013
Não comentei, mas alguns meses depois o Frango na Barca... Fechou.
E passados quase 3 anos... O local continua fechado.

O Zé, que eu nem conhecia na época, mas que leu essa minha postagem, comenta que eu joguei uma praga (ou qualquer coisa semelhante) muito forte no local. Ah, imagina. Não fiz isso... Só falei que não voltava mais lá.rss

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Aniversário Blog - 1 ano


No início muita animação, muitas idéias, muitas propostas, mas o tempo foi passando, passando.... e passou um ano.

Foram tantos acontecimentos, alguns bons, outros não; alguns aqui registrados, outros ficaram somente no rascunho, alguns materiais aguardando um tempo para serem publicados, muitos filmes na estante para assistir, livros empilhados aguardando a vez e outros em uma lista para serem adquiridos, e o tempo passando.rss

Mas não tão depressa quanto o tempo, devagar e sempre ... vou ficando, tentando, escrevendo.... sem expectativas, melhor assim.

Agradeço aos amigos que me visitaram durante este período, e aos meus amigos blogueiros, meu pedido de desculpas pelas visitas que deixei de fazer.

E desse jeito espero poder comemorar outros anos, postando algo de bom e quem sabe útil, sempre em "pequenas doses"

domingo, 5 de dezembro de 2010


"Em geral a mulher sabe que é amada por um homem, antes mesmo que
ele o perceba."

Machado de Assis (Migalhas)

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Lembranças

Estava na minha irmã Silvana, era noite de Sábado 30/10, no dia seguinte haveria eleição para o 2º turno. O clima nos convidava a ficar debaixo das cobertas (tinha chovido durante o dia) e assistir algo interessante. Escolhi ”Lembranças” dentre uns 15 filmes, queria assistir algo light pois tinha acabado de jantar uma deliciosa macarronada e bife acebolado, então nada de suspense, policial, muito menos terror, estava mesmo a fim de uma comédia ou romance, lembrei que havia visto propaganda deste filme em um Outdoor há alguns meses, na época chamou-me a atenção por ter como ator principal Robert Pattinson o vampiro da saga Crepúsculo, não que eu ache ele um bom ator, é bonitinho, só isso.
É claro que não vou fazer uma resenha do filme, não sou a pessoa mais recomendada para isso, sei que existem pessoas mais preparadas, indico o blog de um amigo que é excelente e convincente quando se trata de resenhar um filme, acredito que ele não deve ter assistido este pois não é o estilo dele, mas se forem curiosos dêem uma espiada nesta dica, mas tem outras várias, revirem aquele saco, vale a pena!
Meu lance como blogueira é outro, quem me conhece sabe qual meu intuito neste espaço, e devem me agradecer pois sou muito detalhista, sei que cansaria meus leitores com longos textos e também não saberia, ou melhor, não me conteria em deixar de contar o final.rss
Sobre o filme: Nova York, 2001. Tyler Roth (Robert Pattinson) é um jovem rebelde que não tem uma boa relação com o pai, Charles (Pierce Brosnan), desde que uma tragédia abalou sua família. Ele divide um apartamento com Aidan (Tate Wellington) e com ele sai para uma boate. Ao deixar o local, Tyler se intromete em uma briga. Neil Craig (Chris Cooper), um policial traumatizado pelo assassinato de sua esposa dez anos antes, é chamado ao local. Ele libera Tyler e Aidan mas, após uma provocação de Tyler, lhe dá uma surra e manda prendê-lo. Dias depois, Aidan descobre que Ally (Emilie de Ravin), a filha de Neil, estuda com eles. Ele propõe a Tyler que tente conquistá-la, para se vingar. Inicialmente relutante, Tyler aceita a proposta. Só que, aos poucos, se apaixona por Ally.
Mas o filme é bem mais que isso, Tyler se dedica à sua irmãzinha protegendo-a das indiferenças do pai e das gozações das amigas de escola. Achei o filme meio fraquinho, ou talvez a atuação de Pattinson que apesar de bonito não conseguiu me envolver na história, um fundo musical que nos inebriava nos convidando a dormir, estava quase aproveitando já que estava debaixo das cobertas, o que agitava de vez em quando eram as cenas de sexo que me faziam colocar o travesseiro tapando o rosto do Bruno, situação constrangedora.rss
O final, surpreendente, realmente não esperava, tanto que depois que terminou fiquei triste por não ter prestado muita atenção no enredo, talvez volte a assistir até mesmo porque Tyler repete uma mensagem que infelizmente não me lembro, mas é interessante!
Assistimos eu e o Bruno deitados na cama da Silvana, ela depois de fazer um cafézinho sentou ao nosso lado pois já tinha assistido, comentou que não lembrava muito do filme mas que o final era surpreendente. A Mayara atrapalhou um pouquinho pois ia sair e queria nossa opinião sobre como usar a blusa "mais pra cima, mais pra baixo", mas foi bom que isso tudo não deixou que a gente dormisse antes do final.
Espero não ter desmotivado quem pudesse ter a intenção de ver o filme, que apesar de não ser dos melhores, vi piores!

sábado, 16 de outubro de 2010

A Primavera e o Amor



Ninguém sabia ao certo qual seria o desfecho de tais encontros
mesmo assim os dois continuavam sonhando com o amor
felicidade maior de quem vive ao sentir... paixão louca!
a louca entrega de sonhos a procura do par ideal
quando se ama, se mistura, se apura, se tudo

Assim se passaram séculos & séculos de histórias de amor
encontros & desencontros desenhando vidas inteiras
dificil saber se ele acaba ou apenas se disfarça
com a mais pura intenção de perpetuar-se
já que só existe "um" caminho, o do coração!autor: Biba Crema

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Conte até dez e vá a luta!

Dicas para você deixar de lado o mau-humor.
Tem dias que você acorda com o pé esquerdo, dá tudo errado. Aí vem logo aquela frase em mente: hoje não é o meu dia. A situação é ainda pior se você está desanimada, desiludida com a vida, sem vontade de fazer nada.
Você olha no espelho e percebe que perderia alguns quilinhos a mais, mudar o visual, pintar as unhas, cortar o cabelo, renovar o guarda-roupa, mas não encontra estímulos para fazer tudo isso.
Sai dessa, menina! Como já diz o ditado: "Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje". Parece tudo pura teoria, não é mesmo? Mas, definitivamente, não é. Se você quer mesmo dar uma reviravolta na sua vida, é importante seguir algumas recomendações imprescindíveis. Que tal seguir o conselho do poeta Paulo Roberto Gaefke e Recomeçar? "Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... é renovar as esperanças na vida e o mais importante...acreditar em você de novo".

Fique de bem com a vida
Harmonize seu lar
Abra portas e janelas e comece uma limpeza. Inicie pelo guarda-roupa e armários, tire tudo e só guarde o que for realmente preciso.
Coma bem
Respeite os momentos das suas refeições. Preste atenção no que está fazendo. Evite falar sobre problemas ou ver televisão enquanto se alimenta. No momento em que estiver alimentando dedique-se somente a isso.
Preste atenção em você
Perceba os seus pensamentos. Ao longo do dia você tem milhares deles - negativos e positivos. Apesar de você não ser os seus pensamentos, eles têm uma enorme força sobre a sua vida. Mude a qualidade dos pensamentos.
Tenha objetivos
Tenha objetivos materiais e espirituais. Busque sempre melhorar a sua condição financeira, planeje comprar bens, faça investimentos, realize viagens e busque tudo que tiver vontade, mas lembre-se: nunca dependa dessas conquistas.
Faça exercícios
Escolha um exercício que lhe agrade - caminhar, dançar e nadar são os mais recomendados. Os exercícios estimulam o fluxo de energia vital, gerando além de um melhor condicionamento físico, uma ótima sensação de bem-estar.
Utilize seus talentos
Você tem dons e talentos. Descubra quais são eles e comece a colocá-los em prática. Procure fazer tudo o que lhe traz coisas boas. Esse Passo é importante!
Medite, medite e medite
A meditação é a medicina do corpo e da mente mais poderosa do mundo. Além de terapêutica melhor ferramenta para o crescimento pessoal e espiritual. Aprendendo a meditar, você descobre a diferença do que é ou não importante para sua vida.
Aceite a vida
Pare já de reclamar. Volte sua mente para o que a vida oferece de bom. Aceite viver nesse planeta azul e curta a viagem da melhor maneira possível. Lembre-se que ela tem fim, então faça bom proveito.
Visite a natureza
Coloque essa meta em sua vida. Pelo menos uma vez por mês, faça uma visita à mãe natureza. Ela tem o poder de purificar as células e acalmar o espírito.
Converse com Deus
Os gregos espiritualistas evitavam dizer o nome de Deus, pois achavam seu vocabulário muito limitado para expressar a grandeza Dele. Então todas as vezes que tinham que falar sobre Deus usavam a expressão o TODO. Aprenda estar em sintonia com o TODO, que está ao redor e, principalmente, dentro do seu coração.

http://dicafeminina.com/bem-estar/conte-ate-dez-e-va-a-luta/

Conte até dez e vá a luta!

Dicas para você deixar de lado o mau-humor.
Tem dias que você acorda com o pé esquerdo, dá tudo errado. Aí vem logo aquela frase em mente: hoje não é o meu dia. A situação é ainda pior se você está desanimada, desiludida com a vida, sem vontade de fazer nada.
Você olha no espelho e percebe que perderia alguns quilinhos a mais, mudar o visual, pintar as unhas, cortar o cabelo, renovar o guarda-roupa, mas não encontra estímulos para fazer tudo isso.
Sai dessa, menina! Como já diz o ditado: "Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje". Parece tudo pura teoria, não é mesmo? Mas, definitivamente, não é. Se você quer mesmo dar uma reviravolta na sua vida, é importante seguir algumas recomendações imprescindíveis. Que tal seguir o conselho do poeta Paulo Roberto Gaefke e Recomeçar? "Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... é renovar as esperanças na vida e o mais importante...acreditar em você de novo".

Fique de bem com a vida
Harmonize seu lar
Abra portas e janelas e comece uma limpeza. Inicie pelo guarda-roupa e armários, tire tudo e só guarde o que for realmente preciso.
Coma bem
Respeite os momentos das suas refeições. Preste atenção no que está fazendo. Evite falar sobre problemas ou ver televisão enquanto se alimenta. No momento em que estiver alimentando dedique-se somente a isso.
Preste atenção em você
Perceba os seus pensamentos. Ao longo do dia você tem milhares deles - negativos e positivos. Apesar de você não ser os seus pensamentos, eles têm uma enorme força sobre a sua vida. Mude a qualidade dos pensamentos.
Tenha objetivos
Tenha objetivos materiais e espirituais. Busque sempre melhorar a sua condição financeira, planeje comprar bens, faça investimentos, realize viagens e busque tudo que tiver vontade, mas lembre-se: nunca dependa dessas conquistas.
Faça exercícios
Escolha um exercício que lhe agrade - caminhar, dançar e nadar são os mais recomendados. Os exercícios estimulam o fluxo de energia vital, gerando além de um melhor condicionamento físico, uma ótima sensação de bem-estar.
Utilize seus talentos
Você tem dons e talentos. Descubra quais são eles e comece a colocá-los em prática. Procure fazer tudo o que lhe traz coisas boas. Esse Passo é importante!
Medite, medite e medite
A meditação é a medicina do corpo e da mente mais poderosa do mundo. Além de terapêutica melhor ferramenta para o crescimento pessoal e espiritual. Aprendendo a meditar, você descobre a diferença do que é ou não importante para sua vida.
Aceite a vida
Pare já de reclamar. Volte sua mente para o que a vida oferece de bom. Aceite viver nesse planeta azul e curta a viagem da melhor maneira possível. Lembre-se que ela tem fim, então faça bom proveito.
Visite a natureza
Coloque essa meta em sua vida. Pelo menos uma vez por mês, faça uma visita à mãe natureza. Ela tem o poder de purificar as células e acalmar o espírito.
Converse com Deus
Os gregos espiritualistas evitavam dizer o nome de Deus, pois achavam seu vocabulário muito limitado para expressar a grandeza Dele. Então todas as vezes que tinham que falar sobre Deus usavam a expressão o TODO. Aprenda estar em sintonia com o TODO, que está ao redor e, principalmente, dentro do seu coração.

http://dicafeminina.com/bem-estar/conte-ate-dez-e-va-a-luta/

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Entre uma decepção e outra, que tal uma pausa para aprender?

Tem época na vida da gente que parece que os encontros que deveriam ser uma oportunidade de se sentir satisfeito e feliz são mais uma afronta ao nosso coração. Assim, vamos contabilizando decepções e desacreditando na possibilidade de viver uma experiência positiva e motivadora.

Quando isso acontece, creio que o melhor seja parar. Uma pausa para aprender. Ou melhor, antes apreender. Perceber o que está acontecendo, quais são nossos verdadeiros desejos e quais têm sido nossas atitudes para torná-los concretos.

Muitas vezes, fazendo uma análise mais justa e desapegada, sem assumir o papel de vítima das armadilhas da vida ou da sacanagem dos outros, e nem o de culpado, como se tudo o que fizéssemos estivesse definitivamente errado, terminamos descobrindo que há alguma incoerência nisso tudo.

Só que para tanto, precisamos de tempo... e principalmente de coragem para admitir limitações, assumir pensamentos negativos e confiar mais na sabedoria da vida e em seu ritmo. O que acontece, no entanto, é que a maioria de nós não quer esperar, não quer refletir. Tem apenas um único pensamento que alimentamos o tempo todo: quero namorar, quero ter alguém!!!

Será que estar com alguém é o mesmo que estar feliz? Pode ser que sim, mas pode ser que não; e se por qualquer motivo você não tem ficado com quem deseja, talvez seja o momento ideal para um intervalo, tão útil entre uma decepção e outra...

Tempo de observar, de observar as pessoas e ouvir o que elas dizem. Tempo de aprender, crescer, ter uma nova conduta, desenvolver uma nova postura. Aguardar até que a vida lhe mostre qual é o melhor caminho a seguir.

Mas para ver, você precisa estar atento, sem tanta ansiedade, sem tanto desespero para tentar fazer com que as coisas aconteçam do jeito e na hora que você quer...

E se nenhuma resposta vier, talvez você precise ver e ouvir com o coração. Respeitar o silêncio. Aceitar a ausência de quem você tanto deseja encontrar... Talvez não haja uma resposta e nem haja uma explicação.

Às vezes, simplesmente não existem respostas nem explicação. Apenas a vida. Apenas as pessoas. Apenas o mundo. Apenas a dor e o amor, E se insistirmos em não aceitar, em brigar, em nos rebelar, em nos revoltar... conseguiremos tão somente mais dor... e menos amor.

Aceite que você não tem o controle, que você não pode decidir sozinho, que o universo tem seu próprio ritmo. Faça o que está ao seu alcance; faça a sua parte... e bem feito; da melhor maneira que puder.

E o que não puder, entregue e espere... porque embora diga sabiamente a música de Geraldo Vandré (Pra não dizer que não falei das flores) "quem sabe faz a hora, não espera acontecer", tem ocasiões nesta vida em que 'quem sabe, espera acontecer e respeita a hora de não fazer'... até que um dia, o amor de repente acontece... porque seu coração estava exatamente onde deveria para ser encontrado!





quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Karate Kid 2010


Sexta-feira, 13 de agosto: Aguardo na sala de espera do consultório do dentista, passaria pela minha última consulta do ano, folheava o jornal quando para minha surpresa leio que o filme Karate Kid estaria estreando em alguns cinemas no final de semana. Estava curiosa para assistir, o Bruno tinha assistido (na casa de um primo) ao filme baixado pela internet e disse que era muito bom, que quando estreasse nos cinemas ele queria ir ver novamente.
Chegando em casa fui logo dizendo à ele e então pesquisamos na internet os horários e cinemas que o filme seria exibido no Domingo.
Domingo, 15 de agosto: sessão das 14hs10mins no Cinemark do Shopping Iguatemi, esta era a única sessão do dia, a princípio fiquei um pouco receosa pois o filme seria dublado, mas a ansiedade foi maior e não resisti, assisti.

Sobre o filme: Dre Parker (Jaden Smith), um garoto de 12 anos que poderia ser o mais popular de Detroit, mas a carreira de sua mãe acaba os levando para a China. Imediatamente, Dre se apaixona pela sua colega de classe Mei Yin, mas as diferenças culturais tornam essa amizade impossível. Pior ainda, os sentimentos de Dre fazem com que o brigão da sala e prodígio do kung fu Cheng torne-se seu inimigo. Na terra do Kung Fu, Dre conhece apenas um pouco de karate e Cheng irá mostrar ao "Karate Kid" que seus conhecimentos não valem nada. Sem amigos numa nova cidade, Dre não tem a quem recorrer exceto o zelador do seu prédio Mr. Han (Jackie Chan), que é secretamente um mestre do kung fu. À medida que Han ensina Dre que o kung fu é muito mais que socos e habilidade, mas sim maturidade e calma, Dre percebe que encarar os brigões da turma será a aventura de uma vida


Excelente filme, recomendo para o público em geral, principalmente para as crianças, se possível pai?_ levem seus filhos e assistam juntos, pois através dele são transmitidas imagens e mensagens de disciplina, obediência, respeito, serenidade, perseverança e outros dons valiosos.
Os meus aplausos são para a brilhante atuação de Jaden (aliás ele está cada dia mais parecido com o pai) ele suou, chorou, sorriu, fez caretas, as cenas dos treinamentos foram perfeitas, minha vontade quando saí do cinema era de ir direto para uma academia, é claro se tivesse 10 anos.rss Guardei na mente algumas frases ditas no filme que chamaram minha atenção, talvez não escreverei com todas as letras, mas tentarei:
  • " a maior batalha é aquela que se evita"
  • "a vida pode te derrubar, mas você decide quando é hora de levantar"
  • "existe diferença entre ficar quieto e não fazer nada" ... e algumas outras que não lembro bem, então não vou me atrever.
Frases como essas enriquecem nossa caminhada nessa vida, isso é claro para aqueles que conseguem captar o que elas querem transmitir.
As imagens maravilhosas: da China, da cidade proibida, do Palácio,. Não esqueço uma porta com saliências parecidas com ponta de balas de revolver (essa foi minha visão) Mei diz à Dre que se tocar dá sorte, é lógico que ele mais que depressa começa tocar em todas que consegue.rss
Cenas fantásticas como a de monges meditando sentados sobre uma pedra onde as águas correm em volta dos mesmos e escorrem como cachoeiras transmitindo um som tão suave quanto ao de uma fonte. Uma mulher equilibrada em um pé sob uma altura de dar medo, sendo que a mesma fazia movimentos com o corpo como de uma dança olhando fixamente para uma cobra "Naja" hipnotizando-a. Um silêncio que nos transmite uma paz imensa, uma paz que pude sentir mesmo ali sentada na cadeira do cinema, que vontade de conhecer aquele lugar!!

Cenas do treinamento de Kung Fu em um espaço ao ar livre me arrancou suspiros, sem falar que durante o filme chorei por várias vezes, aliás no final já estava aos soluços.Adorei e quero assistir por mais vezes, pois além destas poucas cenas que descrevi houve outras várias, mas que se for discorrer sobre todas escreverei um livro. Então, quem puder vá assistir ainda no cinema, afinal imagem e som igual não existem.
Eu vou aguardar o filme sair em DVD, locar ou quem sabe comprar, assistir legendado, dublado, e volto para acrescentar mais algumas coisinhas.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Diário de uma mulher motorista

Querido Diário


5 de Janeiro:
Passei no exame de direção! Posso agora dirigir o meu próprio carro, sem ter que ouvir as recomendações dos instrutores, sempre dizendo: "por aí é sentido proibido!", "vamos sair da contra-mão!", "Olha a velhinha!", "Freia! Freia!", e outras coisas do gênero. Nem sei como aguentei estes últimos dois anos e meio...

8 de Janeiro:
A Auto-escola fez uma festa de despedida para mim! Fiquei muito emocionada! Os instrutores nem sequer deram aulas! Um deles disse que ia à missa... Julgo que vi outro com lágrimas nos olhos e todos disseram que iam embebedar-se, para comemorar. Achei simpática a despedida, mas penso que a minha carteira não merecia tal exagero. Eles foram muito generosos! Umas gracinhas mesmo!


12 de Janeiro:

Comprei meu carrro e, infelizmente tive que deixá-lo na concessionária para substituir o pára-choque traseiro, pois, quando tentei sair, engatei marcha-a-ré ao invés da primeira. Deve ser falta de prática! também... há uma semana que não dirijo...


14 de Janeiro:

Já tenho o carro. Fiquei tão feliz ao sair da concessionária, que resolvi dar um passeio. Parece que muitos outros tiveram a mesma idéia, pois fui seguida por inúmeos automóveis, todos buzinando como num casamento. Para não parecer antipática, entrei na brincadeira e reduzi a velocidade de 10 para 5 km por hora. Os outros gostaram e buzinaram ainda mais. Foi muito legal...


22 de Janeiro:

Os meus vizinhos são impecáveis. Colocaram posters avisando em grandes letras "ATENÇÃO ÀS MANOBRAS" e marcaram, com tinta branca fluorescente, um lugar bem espaçoso para eu estacionar e, para minha segurança e conforto, proibiram os filhos de saírem à rua enquanto durassem as manobras. Penso que é tudo para não me pertubarem. Ainda há gente boa neste mundo...


10 de Fevereiro:

Os outros motoristas tem hábitos estranhos. Além de acenarem muito, estão sempre gritando. Não escuto nada, por estar com os vidros fechados, mas parece que querem dar informações. Digo isto porque julgo ter percebido, através de leitura labial, um deles dizendo: "vai para casa". Não sei como ele adivinhou para onde eu ia! Acho isso espantoso. de qualquer modo, quando eu descobrir onde fica o botão que desce os vidros, vou tirar muitas dúvidas.

19 de Fevereiro:

A cidade é muito mal iluminada. Fiz hoje meu primeiro passeio noturno e tive de andar sempre com o farol alto aceso, para ver direito. Todos os motoristas com quem cruzei pareciam concordar comigo, pois também ligaram o farol alto e alguns chegaram mesmo a acender outros faróis que tinham. Só não percebi a razão das buzinadas. Talvez para espantar algum bicho. Sei lá.


26 de Fevereiro:

Hoje me envolveram num acidente. Entrei numa rotatória e como tinha muito carro (não quero exagerar mas deviam ser, no mínimo, uns quatro!), não consegui sair. Fui dando voltas bem juntinho ao centro, à espera de uma oportunidade, de tal forma que acabei por ficar tonta e bati no monumento no centro da rotatória. Acho que deviam limitar a circulação nas rotatórias a um carro de cada vez.

3 de Março:

Estou em maré de azar. Fui buscar o carro na oficina e, logo na saída, troquei os pés, acelerando fundo em vez de frear. Bati num carro que ia passando, amassando todo o lado direito. O motorista, por coincidência, era o inspetor que me aprovou no exame de direção. Um bom homem, sem dúvida. Insisti em dizer que a culpa era minha, mas ele educadamente, não parava de repetir para si mesmo: "É tudo minha culpa! É tudo minha culpa! Que Deus me perdoe!".

quinta-feira, 8 de julho de 2010

O Mundo Imaginário do Dr.Parnassus

Quinta-feira, 01 de Julho, saí do trabalho e fui direto para a casa da minha madrinha Sandra. Combinamos de assistir a sessão das 20hs50mins no cine Topázio, localizado no Parque Prado. Me enrolei toda porque resolvi deliciar a janta preparada pelo meu padrinho, uma carne de panela com pedaços de gengibre, muito boa!! Saímos correndo pois já passava das 20hs40mins, fomos eu, Sandra e finalmente sem dor de cabeça, a Angela. É claro que foi o tempo de chegar, sentar e começa a sessão.

Sobre o filme: Um filme de Terry Gilliam, história do Dr.Parnassus um velho que adorava fazer apostas, há séculos apostou com o diabo a sua imortalidade, em troca daria sua filha ao mesmo quando ela completasse 16 anos. Dr.Parnassus percorre as cidades com seu teatro itinerante, apresentando um espetáculo em que a imaginação corre solta, a pessoa após atravessar um espelho tem seus sonhos reproduzidos, e sempre ela tem que escolher um de dois caminhos, sendo que um a conduz diretamente aos braços do diabo. Dr.Parnassus faz outra aposta com o diabo na tentativa de safar sua filha deste horrível destino e para isso ele conta com a ajuda de outros personagens, atrapalhados, mas fiéis.


Um filme que a princípio me chamou a atenção por ser o último filme de Heath Ledger e também por além dele, contar com mais 3 atores de peso, Colin Farrell, Jude Law e Johnny Depp.
Ouvi comentários (não fui atrás de pesquisar) que fizeram algumas alterações no filme para adaptar à morte de Ledger, então depois que assisti fiquei pensando, quais teriam sido as alterações, ou como deveria ter sido se ele não tivesse morrido.
Percebi que nem todos mudavam sua fisionomia quando estavam dentro do espelho, somente um primeiro personagem e o personagem interpretado por Ledger mudavam, então não deu para perceber até onde ele teria ido se não tivesse morrido, acredito que esta deve ter sido uma das alterações.
Um filme que nos coloca a pensar nas escolhas que fazemos, em como o diabo é astuto, como ele se camufla, se apresenta como a mais bela das criaturas para nos seduzir.
Dias depois estávamos eu e minha madrinha teclando pelo MSN e discutindo sobre o filme, sobre estes pontos, realmente um filme que a princípio fui assistir com um interesse (um não quatro.rss) mas no fim me surpreendeu. Vale a pena!!

Os trechos abaixo estou transcrevendo conforme estava no folder do filme:
- Heath Ledger estava a seis semanas do fim das gravações quando foi achado morto em seu apartamento em Nova York.
- Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell irão interpretar o mesmo personagem de Heath Ledger. Em certo momento do filme, Heath cai por um espelho mágico. Ele poderia virar um outro personagem a partir daí e é nesse momento que os outros atores entram...
- Depp, Law e Farrell doaram seus cachês neste filme para a filha de Ledger, Matilda.
- Esta foi a segunda parceria entre Ledger e Gilliam, que o dirigiu em ’Os Irmãos Grimm’

domingo, 20 de junho de 2010

Sex and The City 2

Terça feira, 15 de Junho, 21hs30mins, saindo da sala onde acabamos de assistir Plano B, temos meia hora para o próximo. Eu, minha madrinha Sandra e a amiga dela Adriana, resolvemos ir tomar um capuccino na Kopenhagen e então voltamos, agora somente eu e Sandra.

Sobre o filme Sex and The City 2: Quatro amigas, três casadas, duas com filhos, cada uma com sua história, com seus receios, com suas desconfianças no casamento, mas que sabem que sempre podem contar uma com a outra diante dos problemas.

Não vou falar muito sobre o filme até porque não assisti o primeiro e não assistia a série, quem quer uma resenha melhor, definitivamente não está procurando no lugar certo.rss

Como estou numa fase, talvez a melhor fase da minha separação, em que estou curtindo muito sair com as amigas, adorei o filme! Como já disse na minha primeira postagem, tenho frequentado as baladas com algumas amigas e nós temos um trato: saimos como entramos, unidas, firmes e fortes, até porque nenhuma bebe, as vezes nem água, por enquanto uma regra que está sendo cumprida. No filme uma cena em que Samantha é cortejada e apesar de estar super afim de sair com seu affair, o rejeita naquela noite por estar em companhia das amigas, marcando o encontro para o dia seguinte, neste momento me lembrei do trato com minhas amigas.
No filme como se tratam de mulheres bem sucedidas, chiques, elegantes e que despendem de muito dinheiro, então tudo é muito luxuoso, o figurino, um sonho!!
Gostei tanto que vou ver quem tem a série para me emprestar para assistir, acho que como em toda história sempre podemos tirar algo de utilidade para a nossa vida.


Não posso deixar de comentar que estávamos somente em 6 pessoas no cinema. A sessão começou às 22horas, saímos do Shopping passava de meia noite, o termômetro marcava 6 graus, eu estava super cansada da maratona, sem contar que consegui dormir já passava das 2horas e acordei às 6horas para ir trabalhar, mas nunca aproveitei tanto meus dias, minhas horas como tenho feito ultimamente.

E já estou pronta para os próximos, afinal minhas férias só começaram!

Plano B

Terça feira, 15 de Junho, estou de férias da faculdade, maravilha!
Depois de ter passado a tarde no teatro de Arena torcendo pelo Brasil na sua estréia pela Copa do Mundo, fui à casa da minha madrinha pois tínhamos combinado de irmos assistir à 2 filmes no cine Galleria.


Sobre o filme "Plano B": Jennifer Lopez é Zoe uma mulher bem sucedida, dona de um Pet Shop que decide engravidar pelo método de inseminação artificial. Só que o inesperado acontece; na saída do consultorio ela esbarra em Stan (interpretado pelo ator Alex O'Loughlin) um bonitão produtor de queijos. A princípio ela evita as investidas dele, mas acaba cedendo. Os dois se envolvem mas em um determinado momento Zoe tem que dizer que está grávida, Stan fica assustado com a notícia mas seu amor por Zoe é maior e faz com que ele decida ficar o lado dela para terem o bebê. Diversas situações acontecem como Zoe fazer um acompanhamento em um grupo de mães solteiras onde conhece mães e gestantes cada uma com sua história, a preocupação exagerada de Stan quando fica sabendo que são gêmeos, a insegurança de Zoe com relação ao compromisso de Stan com ela e os bebês (ela tem este receio, trauma por ter sido abandonada pelo pai quando era pequena) e assim acontece esta história, contando também com a atuação de dois funcionários do pet shop, a avó de Zoe, uma amiga, seu cachorrinho e algumas cenas cômicas e exageradas de um parto, tornando este filme uma comédia romântica.


Eu como mulher e mãe assisti o filme prestando atenção em alguns detalhes na minha concepção exagerados.
Cenas em que Zoe devora um cachorro quente para provar a Stan que comia aquilo, pior é que comia falando, outra cena que achei um exagero foi ela molhar algumas fatias de pão de fôrma em um molho provocando a maior sujeira e para completar ela comendo na cama, devia ser pedaços de frango frito pois até seu cabelo tinha pedaços de frango. Na tentativa de mostrar que apesar de ser bem sucedida que era uma pessoa simples e que grávida tem desejos, a personagem exagerou, faria qualquer homem correr diante destas situações, Stan só não correu porque se tratava de Jennifer Lopez.rss
E quanto a cena do parto na água de uma das mulheres do grupo das Mães Solteiras?_um exagero! um show de gritarias, de caretas que deixa qualquer um com medo, imagine se uma grávida assiste a uma cena dessa? É claro que na cena Zoe desmaia e Stan fica assustadíssimo, e que homem não ficaria? Se até eu que sou mulher e mãe fiquei.
Agora o que me deixou mais admirada foi a beleza natural de Jennifer Lopez, não me lembro do último filme que tenha assistido com ela, eu como uma mulher que não deixo de usar um batom, percebi que a mesma não usou batom em nenhum momento, ou se usou foi algo imperceptível (o que não é o meu caso) é claro que com lábios desenhados e torneados como o dela não precisa mesmo, ela sabe ser bonita!!

Bom valeu a pena e saindo deste estou indo ver o outro....Sex and The City 2.....

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Copa do Mundo 2010

Terça feira, 15 de Junho vivi uma das maiores emoções da minha vida!!
Fui assistir o jogo Brasil x Coréia do Norte no Teatro de Arena do Centro de Convivência, foi demais.
Fui acompanhada das amigas de trabalho: Marcelle, Fabricia e a Priscilla Amorim. Não foi bem isso que combinamos, mas...
Na verdade até a véspera o que sabíamos era que iríamos trabalhar normalmente até às 15hs25mins parando somente para assistir o jogo em uma TV que alguém iria levar.
Como trabalhamos em um escritório que, de 22 pessoas somente 5 são homens acredito que o Diretor devia pensar que a mulherada não curtia futebol; ledo engano.rss
Enfim conseguimos convencê-los de parar às 14hs30mins, é claro que estamos compensando estas horas, mas compenso com gosto.
Então assim que soubemos que sairíamos mais cedo, começamos a agitar as meninas para irmos assistir no City Bar. O que ocorreu foi que no caminho vimos muita gente indo em direção do Centro de Convivência (eu não sabia que teria telão para o povo ver o jogo, normal eu não saber, as meninas sabem porque digo isso.rss), sei que aquela agitação, aquela alegria, cornetas e tudo quanto era apetrecho de fazer barulho, perucas, caras pintadas... ah, como ficar de fora? resolvemos ficar por ali mesmo.
Momento mais emocionante: execução do Hino Nacional, ver aquela multidão, a maioria com a mão no peito cantando o Hino, cheguei a arrepiar, muito emocionante!!
Bom assistir o jogo na companhia de mais de *10000 pessoas é uma loucura, eu já adoro futebol, me apaixonei mais ainda, se bem que o Brasil não jogou aquelas coisas, mas jogou.
Não posso deixar de recomendar para aqueles que não tem companhia para assistir os próximos jogos e que gostam de muuuuuuuito barulho, devem ir, vale a pena!!
Eu não sei se volto, o que sei é que adorei e aproveitei cada instante, cada lance e jamais vou esquecer aquele momento.


* Dado colhido no site da Prefeitura Municipal de Campinas, veja aqui.

sábado, 12 de junho de 2010

Enigma - Return To Innocence

O Retorno à Inocência - Enigma

Amor- devoção
Sentimento - emoção

Não tenha medo por ser fraco
Não tenha tanto orgulho por ser forte
Apenas olhe dentro do seu coração, meu amigo
Esse será o retorno à você mesmo
O retorno à inocência

Se você quer, então comece a rir
Se você deve, então comece a chorar
Seja você mesmo, não se esconda
Apenas acredite no destino

Não se importe com o que os outros dizem
Apenas siga seu próprio caminho
Não desista e use a chance
Para retornar à inocência

Esse não é o começo do fim
Esse é o retorno a você mesmo
O retorno à inocência


Return to Innocence - Essa música para mim, é eterna. Sempre gostei muito dela, e após ver o vídeo passei a amar.rsrs

O vídeo é lindo, veja aqui, vale a pena!!

sábado, 5 de junho de 2010

Ouça Música

A música nos atinge em muitos níveis diferentes, e as nossas músicas prediletas tendem a transportar-nos mental e emocionalmente para nossos lugares e momentos favoritos.

Você sabe o que aconteceu quando alguns professores puseram obras de Mozart para seus alunos ouvirem enquanto faziam alguns exames? Eles se saíram melhor. Por quê? Porque os cientistas descobriram que a música estimula o cérebro. Esse estudo demonstrou que a música tem efeitos positivos em qualquer idade. A música esimula a mente e o corpo, emociona, pacifica, empolga, evoca momentos e lugares que nos fizeram felizes.

Em noventa e dois por cento dos indivíduos examinados constatou-se que ouvir uma música bonita ou a música favorita exerce um efeito positivo sobre o estado de espírito. A animação e a felicidade foram reações típicas à música.
Hakanen, 1995

Niven, David, Ph.D. Os 100 segredos das pessoas felizes - Rio de Janeiro: Sextante, 2001

Ouça Música

A música nos atinge em muitos níveis diferentes, e as nossas músicas prediletas tendem a transportar-nos mental e emocionalmente para nossos lugares e momentos favoritos.

Você sabe o que aconteceu quando alguns professores puseram obras de Mozart para seus alunos ouvirem enquanto faziam alguns exames? Eles se saíram melhor. Por quê? Porque os cientistas descobriram que a música estimula o cérebro. Esse estudo demonstrou que a música tem efeitos positivos em qualquer idade. A música esimula a mente e o corpo, emociona, pacifica, empolga, evoca momentos e lugares que nos fizeram felizes.

Em noventa e dois por cento dos indivíduos examinados constatou-se que ouvir uma música bonita ou a música favorita exerce um efeito positivo sobre o estado de espírito. A animação e a felicidade foram reações típicas à música.
Hakanen, 1995

Niven, David, Ph.D. Os 100 segredos das pessoas felizes - Rio de Janeiro: Sextante, 2001

sábado, 24 de abril de 2010

"A força do pensamento"



Madrugada do dia 21 para o dia 22 acordo um pouco assustada, sonho que feri sem querer meu filho Danilo. Me levanto, isso às 4horas o que fazer naquele momento, penso até em deixar um recado no orkut dele ou mesmo mandar um torpedo para o celular, mas acho melhor não!

Mas, para minha surpresa, quando foi 12hs22mins do dia 22 recebo um torpedo dele com a seguinte mensagem: "Tudo isso que sou ou espero ser eu devo ao anjo que foi minha mãe-Abraham Lincoln."

Sei que isto acontece com muitos, sempre ouvi uma ou outra mãe falar coisas do tipo: senti algo e logo meu filho ligou ou, meu filho veio me ver. Eu nunca fui de me ligar nessas coisas não, talvez porque estava com meus filhos o tempo todo ao meu lado.

Hoje com a distância e algumas vezes a dúvida, talvez eu esteja mais suscetível e principalmente mais atenta à estes tipos de acontecimentos.

Acredito que foi transmissão de pensamento! Esta mensagem, que muitos podem  considerar uma coisa à toa mas para mim, com certeza um grande presente, no caso oportuno (devido o ocorrido) pois tornou o meu dia um pouco melhor!

domingo, 18 de abril de 2010

Alma Gêmea

É possível que o Sr.Amável
Já está na minha vida?
Bem na minha frente
Ou talvez você está disfarçado

Quem não anseia por alguém para abraçar
Que saiba como te amar sem que você ensine
Alguém me diga por que estou sozinha
Se há uma alma gêmea para todo mundo

Aqui estamos de novo, o ciclo nunca acaba
Como eu acho o encaixe perfeito
Há o suficiente para todos
Mas eu ainda estou esperando na fila

A maioria dos relacionamentos parecem tão transitórios
Eles são bons, mas não são o permanente

Tradução da letra da música "Soulmate" da cantora "Natasha Bedingfield".


Semana passada eu e o Bruno estávamos vendo alguns vídeos músicais (Natasha Bedingfield é uma das cantoras preferidas dele!) e não entendemos o vídeo da música "Soulmate" , procuramos a tradução e voltamos novamente! É claro que com a tradução deu para entender o vídeo, é claro que adorei, tanto que quis postá-lo. Prestem atenção no momento em que ela encontra a sua "alma gêmea".

Soulmate - Natasha Bedingfield


sábado, 10 de abril de 2010

Manual de sobrevivência para homens


Algo para descontrair, mas é a mais pura verdade! rss



12 expressões muito usadas pelas mulheres... e seus verdadeiros significados.
  1. "Certo": Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e que você precisa se calar.
  2. "5 minutos": Se ela está se arrumando significa meia hora."5 minutos" só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas.
  3. "Nada": Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em "Nada" normalmente terminam em "Certo".
  4. "Você que sabe": É um desafio, não uma permissão. Ela está lhe desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer... e não diga que também não sabe!
  5. Suspiro ALTO: Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre "Nada".
  6. "Tudo bem": Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher."Tudo bem" significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.
continua....

quinta-feira, 1 de abril de 2010

A Amizade é mais importante do que o Dinheiro.


Se você quiser saber se uma pessoa é feliz, não pergunte a ela quanto dinheiro tem no banco. Não pergunte qual é seu salário líquido. Pergunte sobre seus amigos.

Dois consultores financeiros trabalhavam juntos há mais de dez anos quando o mercado entrou em crise. Eles lutaram o quanto puderam, mas acabaram perdendo tudo o que tinham. Na hora de recolher os pedaços, os conflitos e acusações foram tantos que, com o dinheiro perdido, foi-se a amizade. Depois de passarem mais de um ano sem se falar, encontraram-se para almoçar. Ambos admitiram que haviam vivido uma enorme perda. E não era o dinheiro, era a amizade. Um disse: "O dinheiro é como uma luva. A amizade é como a mão. Um é útil, o outro é essencial." Foi preciso passarem pelas duas perdas para descobrirem isso.

Os pesquisadores identificaram os fatores essenciais para uma vida feliz. Os componentes básicos são o número de amigos, a proximidade dos amigos, a proximidade da família e as relações com os colegas e vizinhos. Juntos, esses fatores respondem por cerca de setenta por cento da felicidade pessoal. Nem riqueza nem fama entram nessa lista de fatores essenciais.
Murray e Peacock, 1996
Niven, David, Ph.D. Os 100 segredos das pessoas felizes - Rio de Janeiro: Sextante, 2001

sábado, 27 de março de 2010

Comer, Rezar, Amar

Me surpreendi ao receber da minha madrinha uma mensagem dizendo que vai estrear este filme que espero, seja tão bom quanto o livro. Dei uma passadinha no trailer e lógico que estou super ansiosa para o lançamento, já de cara gostei: no elenco Julia Roberts.
Li o livro em Dezembro/2008 não me recordo de tudo, com certeza quando assistir ao filme irei lembrar, sei que gostei muito e com isso comentei bastante sobre o mesmo, só não sei se fui convincente.

Comer, Rezar, Amar é uma história vivida pela jornalista Elizabeth Gilbert, isto acontece quando a mesma sente a necessidade de fazer uma busca pessoal e decide que a fará durante uma viagem de um ano passando alguns meses na Itália, Índia e Indonésia.

Por Gilbert, como foi feita a divisão do livro:
"Como este livro todo fala do meu esforço para encontrar o equilíbrio, decidi estruturá-lo como um japa mala, dividindo minha história em 108 relatos, ou contas. Essa sequencia, por sua vez, está dividida em três partes:Itália, Índia e Indonésia- os três países que visitei durante esse ano de busca pessoal. Essa divisão significa que há 36 histórias em cada parte, o que me agrada particularmente, já que estou escrevendo isso tudo durante meu 36º ano de vida."

Durante os quatro meses que ficou na Índia, Gilbert escreveu dois poemas, eis um:

Porém.

Se me deixassem usar calças feitas com a
grama recém-cortada deste lugar,
eu o faria.

Se me deixassem agarrar
cada um dos eucaliptos do Bosque de Ganesh,
eu juro que o faria.


Passei estes dias suando orvalho,
chapinhando a borra,

esfregando o queixo na casca das árvores,

pensando serem as pernas do meu mestre.

Não consigo entrar o suficiente.


Se me deixassem comer o chão deste lugar

servido em um leito de ninhos de pássaros,

eu comeria só metade do prato,

e depois passaria a noite inteira dormindo no resto.


Por aí podemos ter uma base de como é gratificante ler este livro, Gilbert relata com muita simplicidade e com uma sutileza de detalhes suas experiências, suas histórias são envolventes, sei que viajei com ela, refleti bastante, até porque fiz esta leitura em uma época que também estava em uma busca pessoal.

Como o filme está para estrear, primeiro vou assistí-lo e depois faço as devidas comparações e comento o que ficou de fora!

Não posso deixar de dizer que quando me indicaram este livro achei muito estranho o título, mas conforme fui lendo pude entender o sentido, muito bom mesmo!

sábado, 6 de março de 2010

Vamos falar de Tereza

Esta é uma canção que sempre me pego cantando:

Para saber de Tereza, meu bem
Pergunte primeiro a mim
Tudo que sei de Tereza, meu bem
Conto tim tim por tim tim

Gosto de tudo que é fruta
Cheiro de tudo que é flor
Mato molhado por fora, por dentro,
Graça, carinho e amor

E quer saber de uma coisa?
Para dizer com franqueza
De um ditado que dizia que beleza
Não põe mesa
Eu não sou o inventor

Para falar de beleza
Para saber de Tereza
Só mesmo o Nosso Senhor.

Esta música de Danilo Caymmi e Dorival Caymmi foi tema da minissérie "Tereza Batista", exibida pela Rede Globo em 1992.

Nesta época, estava casada e com dois filhos a Letícia veio só em 1994, como não precisava acordar cedo pois não trabalhava e os filhos ainda não iam à escola, podia assistir, gostei muito da minissérie bem como da trilha sonora.

Se quiser saber mais sobre esta minissérie veja aqui matéria completa, inclusive vídeo da abertura e fotos, para quem assistiu e quer matar saudades!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Pedra da Cruz

Segunda-feira, véspera de carnaval dia 15/02/2010. Estou dormindo na minha cama improvisada, na casa da Rosi em Cruz Vera-MG. São 8hs30mins quando ouço: _margô?

Por um breve momento pensei porque me chamar tão cedo quando estamos de folga, mas lembrei que havíamos combinado de subirmos a montanha no alto da Pedra da cruz.
Pedra da Cruz, este nome devido a imagem de uma cruz (está meio apagada a parte de baixo)

É claro que enrolei na cama o suficiente para a Rosi me chamar novamente, ela disse que chamou 7 vezes, que eu me lembre foram 3, mas tudo bem, se ela disse afinal ela estava acordada.rss Tomamos um café com leite e fatias de pão de milho com muita margarina e começamos nossa caminhada, primeiro até a casa da Rosiana, pois as filhas Bruna e Poliana disseram que iam também.
Rosi e eu na rua da casa dela, no fundo a imagem da Pedra da cruz para onde estávamos indo.


Uma hora depois do combinado começamos enfim a caminhada rumo a montanha, no final fomos somente eu, Rosi, Nathália e Poliana os outros desistiram. Só para justificar um pouco, o sol estava de rachar e à noite iríamos pular carnaval na cidade, por isso o pessoal ficou receoso de ficar muito cansado ou dolorido subindo a montanha e desistiram, acho que foi isso.

Não vou falar que a caminhada foi fácil porque não foi. Ainda mais eu que trabalho no escritório, sentada, não curto fazer caminhada apesar de precisar não pela estética, mas sim pela saúde, mas difícil me convencer. Enquanto estávamos na estrada beleza, fogo foi quando começamos a subir a montanha, pois além do medo de cobras e outros bichos que sei que poderiam surgir o pior foi que quando estávamos à uma certa altura me lembrei que tinha medo de altura. Mas já estava lá, não pensei nisso antes, então o negócio era ir em frente, ou melhor pra cima.

Foi nesta subida que ao olhar para baixo lembrei que sempre tive medo de altura.



Quando chegamos no alto da pedra isso às 11hs15mins, não sabia o que fazia primeiro, se tirava o tênis, se ia para a beirada ver a paisagem, se bebia água, se deitava, fiz tudo isso, sei que a vontade era de não descer mais tão boa era a sensação de paz, o ar fresco, o ventinho suave, esse momento foi inesquecível!
A volta foi tranquila, passamos em uma cachoeira que tem no caminho, estávamos de volta em casa antes das 14horas, loucas por um banho e mortas de fome. Depois do banho, de almoçar, tomamos um remédio para evitar a dor no corpo, uma vez que a noite tínhamos que estar bem animadas para brincar no carnaval Hoje estou feliz por ter subido em uma montanha (a 1ª e talvez a última vez) e com marcas do sol nas pernas e costas. Mas valeu muito a pena!!

Quando achamos uma sombra sentamos um pouco para descansar, sei que neste momento pensei em ficar por ali mesmo, o pé doía, não tenho costume de usar tênis, meu negócio é mais uma sandália e em casa pés no chão. Enfim levantei e continuei, afinal faltava pouco.
Finalmente uma sombra e pausa para um descanso para os pés.
última subida, o sorriso estampado no rosto.