sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Isso não pode. Isso é muito feio!

Existem algumas expressões ou gestos (às vezes os dois juntos) que “copiamos” (ou imitamos) de alguém.
De vez em quando eu solto um “tô nem aí”. Essa frase é do personagem Gru, do filme “Meu Malvado Favorito”.
As duas próximas tanto eu, quanto o Zé vira e mexe falamos. A primeira porque assistimos ao programa juntos. E a segunda, porque aconteceu com ele.
Então, vez ou outra a gente fala um... “eu hein!”. Essa é da “Senhora dos Absurdos”, do programa 220 volts. Aliás, esse programa era fantástico. Uma pena que acabou. Os personagens eram hilários. Sinto saudades de alguns deles.
Agora a campeã nós aprendemos com a Dudinha, minha afilhada.
Foi no aniversário dela, no ano passado. Como o Nicolas e o Felipe não foram à festinha dela, os adultos que brincaram com ela.
Ela fazia a gente (Silvana, eu, Zé e Adriana) ficar no quarto. Colocou um na cama, outro deitado no chão – entre a cama e a parede. Enfim, ela colocou cada um em um canto.
Ela deixava a gente ali e saía um pouquinho. Minutos depois voltava para ver se a gente estava (quietinhos) onde ela nos colocou. Só que uma hora ela saiu e demorou a voltar. Foi então que resolvemos sair. Um a um fomos bem silenciosos para a sala. Ela estava lá.
Disfarçamos e cada um sentou em um canto. E quando ela percebeu que estávamos ali? O Zé que estava sentado em uma banqueta, bem na “reta” dela foi quem ficou com a bronca.
Ela parou na frente dele, olhou bem para ele, e disse: _Porque você saiu de lá, tio Zé? E depois, balançando o dedo falou: _Isso não pode. Isso é muito feio! O Sergio que estava do lado disse: _Ela está brava.
O Zé ficou meio sem graça. Eu com receio dela virar para o meu lado e lascar bronca em mim, também. Mas não, ficou só para o Zé mesmo.rsrs
E depois desse dia, quando um ou outro fala (ou faz) alguma coisa que não é legal, é automático. Isso não pode. (dedo balançando). Isso é muito feio!
Dudinha e Zé


Postar um comentário