quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Os casamentos - Parte 8 - O GRANDE dia!

Mais um pouquinho do casamento. Já falei da entrevista com o padre. Da confissão. Da procura pelo vestido de noiva. Um pouquinho das pessoas que fizeram TUDO acontecer. E agora vou falar um pouco de tudo. Como não sou organizada (com as ideias) vou soltar tudo aqui. A ordem dos acontecimentos podem não ser bem o que vou escrever, mas o importante é estar aqui.
Chegou o Grande Dia! Eu, infelizmente ainda não estava nada bem da gripe. Tinha ido ao hospital na quinta-feira e estava tomando medicamentos.
Saímos de casa às 7h. Conosco foram a Sandra, Bruno e Fernando. Chegamos à chácara um pouco antes das 8h. A dona da chácara que nos aguardava, entregou as chaves para o Zé, recebeu a outra parte do aluguel, passou-nos as instruções e foi embora.
O pessoal foi chegando logo em seguida. Karen, Sergio e Dudinha. Eliane, Gabriel e Felipe. Adriana e Henrique.
O carro de todos estava entupetado de coisas. O da Adriana tinha flores saindo pelas frestas. Começamos a tirar tudo de dentro deles. Eu fui fazer um café.
Às 9h tivemos que ir ao salão para enrolar o cabelo. Primeiro fomos eu e a Karen. Quando o nosso estava quase acabando avisamos a Adriana e a Eliane que foram enrolar também.
De volta à chácara, continuaram a arrumação. Eu ficava feito uma barata tonta. De lá pra cá. A Karen foi colocar os docinhos nas forminhas. A Eliane e a Adriana cuidando da decoração. E o pessoal continuava chegando. Inclusive meu primo José com a namorada Simone e a Lúcia com o João. Estava muito calor, então quem viu que não dava para fazer nada, foi para a piscina. Bom porque olhava as crianças que mais parecem peixes, de tanto que gostam de água. E todos ajudaram – ou participaram – de uma forma ou outra.
Eu não vi muito porque pouco mais de meio dia e já voltamos para o salão. A Adriana foi a primeira a fazer a maquiagem, pois ela queria voltar para continuar arrumando. Depois fomos eu e a Karen. E por último a Eliane.
No salão fiquei sabendo que os homens estavam jogando bola e atingiram um cacho de abelha. O Danilo e o Sergio foram picados. Fiquei preocupada. Mas, disseram que eles estavam bem.
A cerimônia foi linda. Tinha o pessoal do cerimonial da igreja que foram fantásticos. Cuidaram de tudo! O momento das entradas e saídas de todos. Primeiro entrou o Zé com a Dona Odete. Seguidos pelo Gabriel e Eliane. 

Depois – já com outra música – entrou o Sergio e minha mãe, seguidos do Henrique e Adriana.

Depois fomos nós... As noivas. Após abrirem a porta, entramos e ficamos paradas, enquanto os noivos vieram nos encontrar. Ao som da marcha nupcial entramos. Primeiro Sergio e Karen, depois Zé e eu.


As outras entradas foram: O Bruno e a Daniele com as bíblias – que a comunidade presenteou os noivos.
E a Letícia e a Dudinha com as alianças.
Algumas coisas foram mudadas pelo pessoal do cerimonial. A posição dos noivos no altar. A saída. Mas foi bom, porque na hora eu já não lembrava mais de nada!rsrs

Terminada a cerimônia voltamos todos para a chácara. Aí foi só festa. Todos estavam muito animados.
Servimos maionese na barquinha. Não sei se comentei na postagem anterior que a Adriana que fez a maionese. Foram quilos e quilos. Que trabalhão, coitada! Tinha também o sushi que ela encomendou, além do churrasco. Alguém levou batatinha curtida. Para beber teve chopes, cervejas, refrigerantes e um aperitivo (pina colada).
Tiramos muitas fotos. Dançamos muito. Inclusive valsa que a minha mãe tanto queria.rsrs
O show foi do Marcos dançando a música “Double Dutch Bus”. Foi tão bom que repetimos a música. Até filmaram. O diácono dançarinho.rsrs
Ah, os buquês. Quem pegou? O meu foi minha madrinha - Sandra. E o da Karen foi a Daniele.
Meu buquê
Buquê da Karen
Foi um dia maravilhoso. TUDO estava excelente. O clima. O ambiente. As pessoas. Os comes. Os bebes. A única pena é que eu estava meio debilitada por causa dos medicamentos. Tanto que nem entrei na piscina. Nem mesmo no Domingo. No mais, foram dois dias que ficarão para sempre na minha memória. 
Eu estava esgotada e com dor quando resolvi ir me deitar. Isso já passava de meia noite. Alguns já tinham ido dormir. A Eliane, Jacqueline, Silvana, Letícia, Débora, Bruno, Fernando, Sergio, Karen... Continuaram acordados. A Adriana, Henrique, minha mãe, Danilo, Marquinhos, Shirlei, Sandro, Kelly com o Nicolas, Gabriel e Felipe, Marcos e Nilda, Daniele e Rafael, Gustavo e Carolina,Tio Roberto, Maria, Angela, Edison foram embora, dormir no aconchego do lar. Eu imagino que a Adriana deve ter desmaiado de cansaço.
No dia seguinte continuamos a diversão. Dessa vez com menos correria. 
E pelos comentários depois, todos curtiram muito. Até o Felipe da Eliane, dias depois falou que queria ir de novo à chácara, com as mesmas pessoas e queria ficar para dormir.
E finalizo agradecendo a Deus e a todos pelos momentos inesquecíveis que passamos juntos. 
Postar um comentário