quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Comemoração do aniversário da Dinda

Ontem fui comemorar mais uma primavera da minha Dinda. Esse ano ela escolheu o Bar do Jair, que fica em Barão Geraldo.
O Zé tinha reunião com as irmãs dele, então ele só foi me levar – e conferir o ambiente – e depois me buscar.
Contando com a Sandra, estávamos em 13 pessoas. Eu fiquei conversando um pouquinho com a Adriana Bernardi e a Cristine. Depois fui para o outro canto da mesa, conversar com a Cris. E conversa vai, conversa vem o tempo voou.




Quanto ao bar, eu nunca tinha ido. Já tinha ouvido falar dele. Bastante! Na verdade não sei se é Bar do Jair. Buteco do Jair. Ou Coxinhas do Jair. É que em cada lugar estava escrito um desses nomes. O importante é ele é bem grande. Estava lotado (em plena terça-feira)! O carro chefe da casa são as coxinhas. Eu comi uma de pernil com provolone. Mas ouvi falar muito bem da coxinha de carne seca (com alguma coisa). E a pimenta... Maravilhosa! Ontem também tinha música “ao vivo”, rolou um sambinha. Estava lotado, mas teve quem se aventurou a dançar entre as mesas.
A Sandra escolheu uma mesa próxima da entrada. Ainda bem, porque no outro salão o barulho estava ensurdecedor. Ou eu que estou velha para frequentar esses ambientes.rsrs
Quando estávamos para ir embora, isso já passava das 21h, a Sandra deu um copinho com brigadeiro para cada um. Ela levou também um bolo de tapioca (uma de suas especialidades) que cortou e serviu. Ela não quis que cantássemos “parabéns”. Nem eu ia querer. Vergonha.rsrs
Estava tudo muito bom. Inclusive a noite. Nem calor. Nem frio. Sem chuva – quase um milagre, pois, nos últimos dias tem chovido quase todas as noites.
Gostei bastante do lugar. Bem descontraído. Pessoas de todas as idades, apesar de ser próximo a moradia dos estudantes da Unicamp. 



Postar um comentário