segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Atitudes que marcam

Ontem após o batizado da Karen, fomos almoçar em um restaurante/churrascaria em Sumaré. No final, sem que eu percebesse, o Marcos pegou a minha comanda - e a de todos!
Resultado: pagou a conta - sozinho. Não concordo com isso, mas eu não tinha como brigar com ele. Como disse o Henrique a gente estaria “pecando” se brigasse com um Diácono.
E lembrei-me que não foi só ontem que ele fez isso. Pagou também na Boda de Prata dele com a Nilda, no início do ano passado. E no final do ano, no dia em que ele foi ordenado Diácono.
Ou seja. Ontem foi a terceira vez que ele paga almoço para todos. Eu fico constrangida em deixá-lo pagar. O que me tranquiliza, é que sei que ele faz de coração e que ele não ficou mais pobre por causa disso. Deve estar ficando mais rico. Porque diante dessa atitude, com certeza, todos ficam muito agradecidos, e assim emanam somente pensamentos bons para ele.
Sempre tive muita admiração por esse meu irmão. Ele, com seus gestos – suas atitudes faz com que eu tenha orgulho de fazer parte da vida dele. Esse é um homem que eu tenho como exemplo. 
Postar um comentário