sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Somos um instante entre dois passos



A história dos homens é um instante
entre dois passos de um caminhante.

  
O SÁBIO CHINÊS LAO-TSE DIZIA no Tao Te Ching que uma viagem de mil milhas começa com um único passo.
Esse aforismo tem mais de dois mil anos, mas continua válido nos tempos atuais, em que as pessoas se vêem obrigadas a recomeçar constantemente sua jornada em razão de crises econômicas, sentimentais ou existenciais.
Kafka se referia à vida como um instante entre dois passos, levando em conta todas as gerações que nos precederam e todas as que virão depois de nós.
No entanto, no decurso de sua existência, todo homem e toda mulher podem viver diferentes renascimentos, fracassos, recomeços e transformações.
Enquanto estivermos sobre a Terra, qualquer coisa pode ser planejada, experimentada, realizada.
Somos um instante entre dois passos, mas esse instante contém todas as possibilidades do mundo.

Como diz a sabedoria popular, “tudo ainda está por fazer”.

Do livro Kafka para sobrecarregados, de Allan Percy.
Postar um comentário