quinta-feira, 4 de agosto de 2016

A árvore dos problemas


O carpinteiro terminou mais um dia de trabalho. Como era final de semana, e resolveu convidar um amigo para beber algo em sua casa.
Ao chegar, antes de entrarem, o carpinteiro parou por alguns minutos, em silêncio, diante de uma árvore que ficava no seu jardim. Em seguida, tocou seus ramos com ambas as mãos.
Imediatamente seu rosto mudou. Entrou em casa sorrindo, foi recebido pela mulher e filhos, contou histórias, e saiu para beber com o amigo, na varanda.
Dali, podiam ver a árvore. Sem conseguir controlar sua curiosidade, o amigo perguntou o que fizera antes.
- Ah, esta é a árvore dos meus problemas – respondeu. - Sei que não posso evitar ter aborrecimentos no meu trabalho, mas estas preocupações são minhas, e não pertencem a minha esposa, nem aos meus filhos.
Assim, quando chego aqui, penduro meus problemas nos ramos daquela árvore. No dia seguinte, antes de sair para o trabalho, eu os recolho de novo.
O mais curioso, porém, é que quando saio de manhã e vou procura-los, alguns já não estão mais ali, e outros parecem bem menos pesados do que na noite anterior.

Paulo Coelho - Do livro "Histórias para pais, filhos e netos".
Postar um comentário