segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Os casamentos - Parte 2 - Entrevista com o *Padre Fábio

Sábado fomos à Paróquia Santo Antonio, conversar com o padre Fábio.
Dessa vez foi...
Digo isso porque essa conversa era para ter acontecido no dia 06 de agosto. Eu percebi que o Zé estava um pouco preocupado, pois, na noite de sexta-feira, ele me perguntou se eu sabia o que o padre poderia perguntar nessa conversa.  Eu falei que não. Que eu nunca tive uma conversa com um padre, afinal é a primeira vez que casaria no religioso. Falei para ele não se preocupar. Achei que estava tudo certo! Porém, o Zé acordou ”**virado no Jiraya” ou “do avesso”. Sei lá o que aconteceu durante a madrugada. Só sei que quando o celular despertou, ele falou que não iria conversar com o padre.
Confesso que eu fiquei um pouco assustada com a atitude dele, mas não briguei. Fiquei quietinha. Se não é para ser, não vai acontecer, pensei.
Na segunda-feira seguinte - dia 08, o Zé voltou na paróquia e marcou outra conversa que ficou para o dia 20/08.
Desse dia até Sábado, não falamos sobre isso. Nem na sexta a noite.
Sábado cedo,  enquanto a gente aguardava, o Zé perguntou o que eu achava. Se o padre era velho ou novo. Eu falei que Fábio é nome mais atual, que ele devia ter mais ou menos a idade do padre Fábio de Melo. E acho que é isso mesmo. O Padre Fábio é jovem e muito simpático. Ele escreve bem devagar, fala bem calmo. Fez as perguntas de praxe. Se a gente tinha feito primeira comunhão – e onde. Se a gente tinha feito crisma – e onde. Se nós já fomos casados anteriormente no religioso. Até se era de nossa livre e espontânea vontade casar.
Ele perguntava e escrevia em um relatório. Após nós assinamos e fim de conversa.rsrs
E a chuva começou a cair lá fora. Verdade!
E vamos ao próximo passo...

* Quando o Zé mandou whatsApp falando que, o padre Fábio iria nos entrevistar, não sei de onde eu tirei a ideia de que era o Padre Fábio de Melo. 

** Palavras do Henrique. Ele diz isso quando a pessoa surta.
Postar um comentário