terça-feira, 27 de maio de 2014

Vander Lee

Na última sexta-feira, dia 23 o Zé provou o sabor de passar mais de uma hora em pé... Em uma fila. E não foi culpa minha.rss Foi por um bom motivo e a espera compensou.
Nós fomos ao teatro do Sesi ver o grande compositor e cantor mineiro Vander Lee. Como a entrada seria de “grátis” e o teatro não é muito grande ficamos receosos de não conseguir lugar.
Começariam entregar os ingressos a partir das 19 horas. O show seria às 20 horas.
Pensamos durante a semana como faríamos para não chegar muito tarde, então, no dia o Zé decidiu ir trabalhar de carro. Sendo assim, me pegou na saída do trabalho e fomos direto ao Sesi. Por aí dá para ter uma ideia da hora que chegamos lá.rss
Conseguimos sentar na 2ª fileira, bem no meio e no caso, bem na frente de onde o Vander Lee ficaria. No palco tinha uma banqueta para ele sentar, dois violões e outra banqueta tendo em cima um copo com água “ou limonada” e uma toalha.
O teatro lotou, vieram os avisos costumeiros e segundos depois o Vander Lee entrou... Bem de mansinho, bem quietinho.  Ele pegou o violão, se assentou e começou a cantar.
Aos poucos o Vander Lee foi se soltando. Ele é bastante engraçado, carismático, canta e toca um violão maravilhosamente, além de fazer um som de “trombone” (ou trompete?) com a boca.rss
O Zé tem três CDs dele. Eu conheço somente duas músicas. Mas percebi que o pessoal ali conhecia quase todas, pois cantavam o tempo todo. Eu fiquei chateada por não conhecer mais músicas, pois, o Vander Lee é daqueles cantores que gostam de ouvir o público cantando.
Teve uma música – a que eu mais gostei, e que deixo a letra e o vídeo abaixo – que ele virava o ouvido para ouvir a plateia cantando, mas pouco se ouvia.
Mas também teve algumas que a plateia cantava de dar gosto. Deve ser muito gratificante para um cantor ouvir o povo cantando suas músicas.
Não sei quantas músicas ele cantou. Com certeza mais de dez. Como sempre tem sido nos shows, ele saiu e o público pediu bis. Ele retornou e cantou mais algumas. Uma ele falou que é do CD que está para lançar.
Eu gostei demais do Vander Lee e das suas músicas. Com certeza ele ganhou mais uma fã.
E o Zé? Claro que ficou muito emocionado por poder ver o seu ídolo pessoalmente e bem de pertinho. Acho que até esqueceu-se da fome e do tempo que ficou em pé.  


Meu Jardim
Vander Lee

Tô relendo minha lida, minha alma, meus amores
Tô revendo minha vida, minha luta, meus valores
Refazendo minhas forças, minhas fontes, meus favores
Tô regando minhas folhas, minhas faces, minhas flores
Tô limpando minha casa, minha cama, meu quartinho
Tô soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho
Tô bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho
Escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho                              
Estou podando meu jardim
Estou cuidando bem de mim

Postar um comentário