quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Banho... De chuva!

Segundo o Zé, eu fui batizada. Deve ser a linguagem que eles – os motociclistas – utilizam quando tomam um banho de chuva.
Isso aconteceu há dois dias. Em plena Segunda-feira. Ninguém merece. Até porque faz meses que estamos rezando para chover. Caramba! Não podia ser em outro dia? 
O Zé foi me pegar no trabalho, pra gente ir ao Poupatempo do Shopping Campinas. Ele foi de moto porque tinha receio de não conseguirmos chegar a tempo.
Confesso que assustei quando olhei pela janela do escritório e vi o céu escuro. O temporal estava se formando. Espero que ele tenha vindo de carro. Pensei.  Quando vi que ele estava de moto bateu o desespero. Pedi para a patroa para sair mais cedo. Saí correndo, subi na moto e partimos...
Eu fui explicando o caminho para o Zé. Olhava para o céu e via que a gente estava indo de encontro à chuva. Por sorte, chegamos junto com os primeiros pingos. Ufa!
Mas na saída do Shopping, voltando para casa, não conseguimos escapar. Mal saímos e pegamos a chuva. Chuva por cima e pelos lados. Não tem jeito, os carros passavam nas enxurradas, e lá vinha água sobre nós.
Fiquei um pouco com medo dos raios e trovões. Mas, enfim chegamos bem. Molhados!!
Postar um comentário