terça-feira, 11 de novembro de 2014

Mais uma vez amor

Sinopse: Comédia romântica com Deborah Secco e Marcos Mion, que agora no palco, os dois vivem os encontros e desencontros de Rodrigo e Lia, casal que tem uma vida a dois nada tradicional. Juntos há muitos anos, eles se amam profundamente: na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe... Mas, na verdade, eles são casados com outras pessoas, mantendo um relacionamento fora dos padrões normais. Em cena, perguntam se são amantes, amigos ou nenhuma das respostas anteriores, e consideram que o casamento não precisa ser, necessariamente, o final feliz de um relacionamento duradouro. Para quem acredita em destino e em alma gêmea, a peça traz a surpresa de sugerir que este alguém tão especial pode não ser o ideal para se casar e ter oito filhos, nem mesmo para passar eternos dias no Caribe, como muitas pessoas sonham. Uma peça leve e que conta com a cumplicidade do público, que logo se identifica com a história.

Gênero: Comédia Romântica
Diretor: Ernesto Piccolo
Elenco: Deborah Secco e Marcos Mion
Duração: 90 min

Sensacional! Para mim, essa é a palavra que melhor define essa peça. Não vou dizer que é uma das melhores que assisti nos últimos tempos, porque estou me lembrando de outras muito boas e inesquecíveis também.
Deborah Secco e Marcos Mion juntos. Deve ser boa! Foi o que pensei quando o Zé falou de comprar ingressos. Eu não quis nem saber qual era o enredo. Não que eu seja fã da Deborah Secco. Aliás, não era. Depois dessa peça passei a ser. O Marcos Mion eu já tinha assistido uma peça com ele há alguns anos atrás e adorei. Lembro que na época eu não dava nada pra ele. Até porque não curtia o programa que ele apresentava na TV. Mas, na época ele me surpreendeu. E continua surpreendendo.
Fiquei de boca aberta com a atuação deles. Isso sem falar do corpo escultural de ambos.
Theatro Municipal de Paulínia
9/11/2014 às 19h
Plateia Baixa - Assentos: H01 e H03
A história começa em 1970, quando Lia e Rodrigo, que são amigos transam, pela primeira vez. Nesse dia Rodrigo pede Lia em namoro. Mas ela tem um namorado. Cada um vai para um lado e eles se reencontram anos mais tarde. Ficam juntos novamente. Dessa vez Lia está noiva.
Eles seguem suas vidas. Cada qual da maneira que deseja. Lia quer viver a vida intensamente e... Loucamente. Rodrigo é mais pacato. Sonha se estabilizar profissionalmente, quer casar e ter filhos.
O tempo vai passando e o “destino” continua colocando um no caminho do outro. Difícil. A gente fica ali na plateia, vendo o tempo passar e os dois que não tomam uma decisão. A decisão de ficarem juntos. Mas, não é simples assim, pois, o que acontece é que quando um decide pelo outro. O outro está comprometido. 
Bom, eu não vou contar o final porque quem não viu, tem que ir ver. Mesmo que não goste de teatro, acreditem. Ver a Deborah e o Marcos é muito gratificante!
E um conselho. Caso alguém fique convencido e resolva ir, procure sentar na primeira fileira. Tem uma surpresinha.rss
Postar um comentário