segunda-feira, 17 de junho de 2013

Tamo Junto! - Marco Luque

No stand-up "Tamo Junto!", Marco Luque, ator e apresentador do CQC relembra histórias pessoais e faz piada sobre o cotidiano.

Sobre Marco Luque:
Há 10 anos, Luque pendurou as chuteiras de jogador de futebol, tornando-se ator. Envolvido no teatro desde a infância, ele partiu para o humor. Atualmente, além do CQC, tem um quadro na rádio Mix. O humorista fez parte do elenco da comédia "Terça Insana", apresentando personagens hilários que conquistaram o público, como o motoboy “Jackson Faive” e o taxista “Silas Simplesmente”. Trabalhou na “Companhia dos Ícones” e no “Quarteto em ri maior”. Participou do grupo Comédia ao Cubo, dublou filmes, foi locutor, fez diversas campanhas publicitárias, atuou nos espetáculos “Tudo Pela Fama”, “Quando as Máquinas Param”, “O Auto da Barca do Inferno” e “Inês”, e participou do seriado Carga Pesada, da Rede Globo. Além disso, Luque também atuou em peças do prestigiado dramaturgo Plínio Marcos. Ainda este ano poderá ser visto no cinema em dois trabalhos nas telas, ambos de Marcelo Galvão: “Bellini e o Demônio” e “Rinha”, onde interpreta Wilson, que é dono de uma das lutadoras de vale-tudo.
Após larga experiência nos palcos, descobriu recentemente seu talento de “Cara Limpa” também no stand up comedy, contando histórias de sua vida de uma forma inusitada. Argumenta assuntos do cotidiano com o público, lembra histórias de alguns acontecimentos pessoais, proporcionando a todos uma noite realmente muito divertida e engraçada.                 
Luque já se apresentou no formato “cara limpa” com o grupo “A Divina Comédia”, “Improvável” espetáculo de improviso da companhia Barbixas e “Comédia ao Vivo”. Está agendado para fazer diversos shows de stand up pelo Brasil. Sua grande paixão é a arte. Formado em artes plásticas, em breve realizará uma exposição com suas esculturas.

Foi a minha dinda que nos convidou para ir ver esse stand-up. Ela mandou um e-mail no dia 07, escrito assim: Espetáculo do Marco Luque dia 16 só, vms??
Em resposta, quando lhe perguntei sobre o que seria o espetáculo, ela respondeu: Comédia, o Marco Luque é muito engraçado, mto mesmo, vale a pena.
Eu não conhecia o Marco Luque. Já tinha ouvido falar, mas não sabia detalhes.  Mesmo não gostando de sair em noite de Domingo (gostamos de ficar em casa, deprimidos pela chegada da Segunda-feira.rss), a minha dinda nos convenceu. Como sabia que ela ia logo comprar o ingresso dela, pedimos que comprasse os nossos.
Chegou o dia, 16. Estava uma noite gostosa, sem frio, sem chuva. Quando chegamos (eu e o Zé), minha dinda e a amiga dela já estavam na fila. Não sei por que... Os ingressos são numerados. Meso assim, ficamos com elas... Na fila!
O espetáculo aconteceu às 19hs. O Teatro Castro Mendes. Sentamos na fila "P"... bem longe, mas deu para ouvir e ver direitinho.
Com certeza o Marco Luque é muito engraçado, confirmando as palavras da minha dinda. Dei muitas gargalhadas. Ele fala sobre ações cotidianas, que fazemos e nem percebemos. É lógico que conforme ele foi falando, não tinha como a gente não se reconhecer agindo da forma descrita por ele. Eis algumas "tiradas":
Tem gente que escova a língua e sempre quer ir mais fundo, até dar ânsia de vômito. E fazia gestos com caretas e sons.rss
Tem mulher que acorda de mal com a vida, virada do avesso. Não se sabe o que aconteceu durante a noite. E ele fala olhando para o público, mais direcionado aos homens, tentando minimizar o sofrimento deles. E diz: Cara... Quando isso acontece, entenda... O problema não é você... É que alguma coisa aconteceu... 
E quando ele diz que homem só precisa de 2 coisas para satisfazê-lo: Comida e Sexo.
Isso depois de falar que mulher precisa: Roupa, Bolsa, Sapato, Cartão de Crédito, etc. Muito engraçadinho.rss Mas é verdade!
Bom demais foi a encenação dele, representando a teimosia da mulher. Ele disse assim: O mocinho ao sair do carro, vira para a mocinha e fala: Fica aí! E o que ela faz? E todo o público responde: Ela sai do carro. E nessa encenação, ele faz até movimentos em câmera lenta.
Bom, adorei o Marco Luque. Apesar de eu estar longe, conseguia visualizar suas caretas e os gestos. Ele realmente é muito engraçado, dinâmico. Conseguiu transformar eventos rotineiros em 90 minutos de muitas gargalhadas.

Postar um comentário