terça-feira, 25 de abril de 2017

Primeiro Feriado

Nossa... Mais de 10 dias sem postar nada. Estranho! Passei por dois finais de semana prolongados (feriado na sexta-feira). Por isso que a gente diz que quanto mais tempo... Menos tempo. 
O que fiz no dia 14 - sexta-feira santa? Lembrei... Fomos dormir de madrugada, pois, uma turminha ficou fazendo barulho (bebendo, fumando...) no terraço de uma casa, que fica ao lado do prédio. Já viu, moramos no 5º andar e com o silêncio da madrugada, quase dava para ouvir o que a moçada falava. Se bem que na maioria das vezes eles berravam. Eu fui dormir antes das duas, o Zé eu nem vi. Ficou lá na sala, andando de um lado para o outro, ligando para a polícia para reclamar.
Acordei na sexta-feira não era 07h30min, com o barulho de alguém quebrando piso. Agora era na casa em frente ao prédio. O Zé acordou "p" da vida, e estressado pela noite mal dormida, quis sair. Sem rumo...
Decidimos ir até a Fazenda do Chocolate, que fica na Estrada dos Romeiros. Essa estrada costuma ser bem tranquila, bem arborizada, além do rio Tietê que fica na margem. Porém, nesse dia ela estava bem agitada. Muitas motos, carros e bicicletas. E para piorar, em um determinado ponto da estrada tinha uma rapaziada "empinando" moto. Imagina se tudo isso não deixou o Zé inconformado, dizendo que não voltaria mais àquela estrada em feriados e finais de semana. A fazenda também estava bem cheia. Mas ali é bem relaxante. Paramos um pouco ao lado do lago e ficamos vendo os patos, os pavões, os cavalos, a lhama, e as pessoas passando pra lá e pra cá. Paramos para tomar um café coado no coador. Tudo isso não levou uma hora. O tempo que ficamos ali. Por fim, acabamos indo almoçar no Piu Piu. 
No Sábado - véspera de Páscoa eu convidei meus filhos para jantarem conosco. Depois de ficar com a dona Odete das 13h às 18h, compramos algumas pizzas e esperamos eles chegarem. Comemos as pizzas, trocamos ovos e chocolates e conversamos muuuito.
O Zé foi dormir antes de eles irem embora porque no dia seguinte ia fazer um "bico" de motorista.
No Domingo de Páscoa, acordei, tomei meu café, lavei (hidratei) o meu cabelo, lavei roupa e finalmente fui para a casa da minha mãe, aonde a família iria se reunir.
Cheguei à casa da minha mãe após às 15h. Lá estavam a Silvana, Sandro, Adriana, Henrique, minha mãe e o Nego. Depois aos poucos foram chegando: a Karen, Sergio e Duda. A Shirlei, Marquinho, Andressa e Cauan. A Eliane, Gabriel e Felipe. A Karen levou um bolo salgado delicioso!
Como eu fui de ônibus, na volta peguei carona com a Eliane, pois o Zé só chegou depois das 21h.
Bom, agora vou para a próxima postagem que é descobrir e relatar o que fiz no feriado da semana seguinte.
Postar um comentário