terça-feira, 7 de março de 2017

É preciso rezar... E muito!

No meio da madrugada, acordei com o Zé me abraçando. Graças a Deus! Já tinha rezado uma “Ave Maria”. Clamado por Jesus desesperadamente. E quando estava rezando o “Pai Nosso”, senti o abraço do Zé.
Não lembro mais qual foi o pesadelo. Até porque depois dele veio outro. Menos tenso, mas não deixou de ser pesadelo.
Hoje de manhã, ao acordar, o Zé perguntou se eu estava tendo pesadelo. Perguntei a ele se por acaso eu estava rezando. Ele disse que as palavras são meio confusas, mas ele percebeu que sim... Eu estava rezando.
Tentei lembrar o que podia ter acontecido ontem para eu ter tido esses pesadelos. Mas não veio nada a minha mente. Então me toquei. Estamos na quaresma. Já falei em outra oportunidade que a quaresma e o outono, exercem algumas influências (negativas) em mim.
Pode ser impressão? Pode ser superstição? Pode até ser... Mas não é de hoje que coisas parecidas acontecem.
Bom, negócio é continuar rezando. Dormindo e principalmente acordada!
Postar um comentário