sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Uma das coisas que me arrependo

Hoje eu olho para trás. Mais propriamente para o período de Agosto de 2006 até Setembro de 2007 e repito sempre a mesma frase:
“Queria estar naquela casa, naquele bairro, vivendo aquele momento, porém, com a cabeça de hoje.”
Não é por nada! Morei próximo da Adriana e da minha mãe nesse período. E só sabia ficar dentro de casa – geralmente dentro do quarto – chorando. Quando não... Dormindo. Isso porque queria que os dias passassem logo, para o sofrimento acabar.
E os dias passaram. E o sofrimento acabou. E com eles foram-se a oportunidade de ter aproveitado para passar mais tempo com a minha mãe. Com o meu pai. Com a Adriana. Curtir mais o bairro. Os dias. As noites. Os filhos e as brincadeiras deles com os amigos que tinham feito ali. Podia ter ouvido mais músicas. Assistido mais televisão. Ter lido mais livros.
Mas não! Escolhi ficar chorando, me lamentando pelo acontecido. Se existe alguma coisa, na minha vida, de que me arrependo. Essa é uma delas.
Postar um comentário