quinta-feira, 27 de outubro de 2016

O Bebê de Bridget Jones

Filme: O Bebê de Bridget Jones (Bridget Jone’s Baby)
Elenco: Renée Zellweger, Colin Firth, Patrick Dempsey
Gênero: Comédia, Romance
Sinopse: Estável no emprego como produtora de TV, Bridget Jones (Renée Zellweger) continua solteira. Depois de aceitar o convite de uma amiga do trabalho para ir a um festival de música pop, lá ela acaba “acidentalmente” dormindo com o desconhecido e sedutor Jack Qwant (Patrick Dempsey). Mas ela não é mais a mesma neurótica e nem se preocupa com o paradeiro do moço. Pouco depois, em um batizado, a verborrágica inglesa reencontra Mark (Colin Firth), seu amor do passado. E eles acabam... dormindo juntos. Mais algumas semanas se passam, e Bridget se encontra grávida. E, sem ter certeza de quem é o pai da criança, adia a “revelação”, enquanto ambos acreditam ser o verdadeiro pai do bebê de Bridget Jones.
a cena que mais rendeu gargalhadas
Ontem fui com minha madrinha no cinema do Shopping Galeria, assistir “o Bebê de Bridget Jones”. Sessão das 21h30min. Imagina a hora que saímos de lá...
Combinamos semana passada pegar um cineminha. Só fiquei sabendo ontem que filme seria. E depois que era no cine do Shopping Galeria, não no do Iguatemi - como eu pensava.
Saindo do trabalho eu fui para casa tomar banho. Peguei o ônibus e encontrei com a Sandra na academia. Ela fez aula de ritmos, depois fomos para a casa dela. Jantamos e saímos.
Chegamos no Shopping uns minutos antes. Ainda deu tempo de tomar um café.
A sala que estava passando o filme era a VIP. Com aqueles assentos reclináveis, que ficam parecendo uma cama. Ou seja, se o filme não é bom, dá para dormir tranquilo.rsrs Mas não foi o caso. O filme foi muito bom. Tanto quanto o primeiro e o segundo.
Como sempre Bridget faz as suas trapalhadas. No trabalho e na vida amorosa. Teve vários momentos que renderam muitas gargalhadas do público. Como as circunstâncias em que ela conhece Jack. Ou, no dia em que ela conta aos dois que não sabia quem era o pai do bebê. Nas consultas de pré-natal. Nos encontros de pais. Quando a bolsa estoura e Mark e Jack a carregam até o hospital.
Eu adorei! Tanto que se o Zé quiser ir ver, eu vou novamente.
Postar um comentário