quinta-feira, 2 de maio de 2013

Maratona Toy Story

Estava deixando de escrever este episódio da minha vida (até porque, na semana seguinte fiquei doente, tive dengue). Sou assim, ou escrevo logo, aproveitando a motivação ou, já era. Ontem estava passando na TV, o Toy Story 3, não me contive, parei para ver mais uma vez, estava no finalzinho, a melhor parte.
Então me lembrei do final de semana que fizemos a maratona Toy Story. Foi no Sábado, 13 e Domingo,14. Com previsão de chuva, só chuva, muita chuva, nada melhor que ficar em casa, vendo um filme. A Letícia tinha emprestado Toy Story, Toy Story 2 e Toy Story 3, já fazia um tempinho. Eles estavam lá, na estante, esperando uma ocasião, e ela finalmente chegou.  Eu já tinha assistido os dois primeiros, não lembrava quase nada, sabia que era bom. O Zé não tinha assistido nenhum.
Os filmes são bem divertidos, os brinquedos fazem peripécias para se manterem unidos.  Cada episódio, uma história diferente, contagiante, eu ficava torcendo pelos brinquedos, e é claro peguei amor por cada um.
Imaginar que “brinquedos” têm sentimentos me remeteu ao passado, em busca de lembranças dos meus brinquedos. Como eu os tratei? O que fiz com eles?
Lembro que no Sábado, ao ir deitar, eu e o Zé olhamos para minha boneca, meu boneco e meu ursinho e comentamos: _ Pensou se a gente vai dormir e eles começam a aprontar, como no filme.rss
Depois de ter assistido os dois primeiros (no Sábado) o Zé perguntou qual eu gostei mais. Não soube responder. Achei melhor assistir o terceiro e depois tirar uma conclusão. E agora posso dizer que gostei de todos, mas o terceiro... ah, esse me emocionou demais, quase chorei. Acho que o Zé chorou, ele é muito sensível, emotivo.
Agora entendi porque o Danilo queria porque queria o Buzz, e porque a Letícia comprou o balde com os soldadinhos... quando a gente termina de assistir, dá uma vontade enorme de brincar, de comprar brinquedos.
Terminamos a maratona no final do Domingo e, fomos devolver os filmes. Não que precisasse devolver logo. É que no fundo a gente queria falar sobre eles com a moçada e queria também ver os brinquedos deles, inclusive os soldadinhos no baldinho.rss Aproveitamos para comer uma lasanha que o Fernando tinha preparado (estava muito boa) e para conhecer o Tate (cachorrinho deles). Foi um fim de semana diferente, proveitoso, onde aprendemos e nos divertimos muito.

Sinopses:
Toy Story 1(1995): O brinquedo favorito de Andy Davis, um menino com oito anos, é um cowboy de pano, o Xerife Woody. O que Andy não sabe é que quando os humanos não estão olhando os brinquedos ganham vida. Woody é considerado o líder dos brinquedos do quarto do Andy. Woody é amigo de Slinky, um cão com molas, Porquinho, o cofrinho-porquinho, Sr. Cabeça de Batata, o clássico brinquedo da Hasbro, Rex, o T-Rex de brinquedo e etc... O aniversário de Andy é antecipado, e os brinquedos entram em pânico, com medo de serem trocados e esquecidos. Woody pede ao Sargento Verde e ao seu batalhão para se esconderem com uma escuta no andar de baixo. Andy não ganha nenhuma "ameaça", mas lhe dão um presente surpresa: uma moderna e sofisticada figura de ação: o patrulheiro espacial Buzz Lightyear. Buzz desperta ciúme em Woddy, já que Andy está fazendo o de herói das suas brincadeiras. Mas parece que Buzz veio com um defeito de fabricação: ele acha que é um verdadeiro patrulheiro espacial. Será que Buzz e Woddy virarão amigos?
Toy Story 2 (1999): Andy, um menino típico de sua idade, vai para um acampamento de verão onde pretende levar Woody, mas a poucos instantes de partir, causa um acidente, rasgando o braço costurado do boneco cowboy, tendo de deixá-lo em casa e partir sem brinquedo nenhum para o acampamento, o que decepciona Woody a ponto de não querer conversa com ninguém. Andy parte para o acampamento, enquanto seus brinquedos o esperam em sua casa.Mas, Woody, vai parar numa venda de usados para salvar um brinquedo chamado Wheezy. Wheezy volta a salvo para o quarto de Andy, mas Woody acaba permanecendo lá por acidente e acaba sendo roubado por um colecionador de bonecos chamado Al, que é um conhecido dono de um mercado de brinquedos.Os brinquedos entram em pânico e, liderados pelo boneco espacial Buzz Lightyear, planejam uma estratégia para resgatar Woody daquele ladrão.Já na casa de Al, Woody conhece a cowgirl Jessie, o cavalo Bala no Alvo e o Mineiro e descobre que é um raríssimo boneco de uma série de televisão dos anos 1960 e que será vendido, junto com os novos amigos, para um museu no Japão. Diante da nova situação, Woody terá que decidir entre ficar com o menino Andy e fazer parte da vida de uma criança ou ir para o museu e ficar para sempre sendo observado por visitantes.

Toy Story 3 (2010): Andy irá para a faculdade e terá que decidir o que fazer com seus brinquedos. Se vai mandá-los para o lixo ou guardá-los no sótão.Ele resolve guardá-los e colocá-los em um saco (exceto Woody, que irá para a faculdade). Porém, sua mãe confunde o saco de brinquedos com o saco de lixo e os brinquedos acabam no lixo.Quando os brinquedos conseguem se livrar do caminhão de lixo, Woody explica que Andy os guardaria no sótão, mas ninguém acredita, então eles acabam indo para a creche Sunnyside.Quando chegam em Sunnyside, todos os recepcionam muito bem, e os brinquedos vêem uma chance de melhorar de vida. Porém Woody, que nunca concordou em abandonar Andy, sai da creche e tenta voltar para casa. Já os brinquedos acabam descobrindo que Sunnyside não é tão agradável como imaginavam

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Toy_Story

Postar um comentário