quinta-feira, 16 de maio de 2013

Primeiro carro do Bruno

Ontem o Bruno retirou o carro (o primeiro carro dele) da loja. Foram meses pesquisando, procurando a melhor oferta. Até que finalmente encontramos um, com prestações que se encaixam no orçamento dele.
Estou feliz por ele ter dado mais esse passo. Sinal de amadurecimento, responsabilidade, independência. Quero isso, que ele seja independente, que tenha um pouco de ambição, mas no fundo, o coração bate apertadinho.
Sei que minha preocupação não tem fundamento. Mas o que fazer? Ainda o vejo como uma criança, coisa de mãe.rss
Estou feliz e também apreensiva. Sei que posso confiar nele. Ele é obediente, escuta o que a gente fala, é sossegado. Meu temor não é por ele e sim pelas barbaridades que acontecem nas ruas.
O Bruno é um rapaz muito bom, difícil alguém não gostar dele, também, não sabe falar “não” para as pessoas, acolhe quem pode, faz o que pode para ajudar os outros. Diante do exposto, fico temerosa.
Coitado, nem pegou o carro e já ouviu um monte. Ainda tem mais pra gente falar (o Zé tem um pouco mais de experiência nesse assunto), mas acho melhor ir despejando aos poucos, caso seja necessário. Espero que não!
Bom, já o alertei sobre os gastos que infelizmente acompanham o carro, IPVA, Licenciamento, Seguro, etc, etc.
Não que eu queira preocupá-lo, “melhor prevenir do que remediar”, diz o ditado.
Ele é meio desligado dessas coisas, é aquele tipo de pessoa que acha que carro é só pegar e sair por aí.rss
Bom... agora é com ele! A mim, só cabe pedir à Deus que o abençoe e proteja nessa caminhada que está apenas começando.

Neste site que gosto muito de visitar tem muitas matérias sobre carros, separei algumas:

Você compra seu carro por necessidade, status ou pelo preço? Ou tudo isso?

Carro: sonho ou pesadelo? Você decide!

Carro não é investimento. Ponto.

Postar um comentário