quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Uma ajudinha, por favor!

Voltei a tomar o antidepressivo. Não teve jeito!
Na verdade era para eu estar tomando desde o mês de Julho. Que foi quando o Dr.Marcos receitou.
Tomei uma vez, durante o dia – conforme orientação dele. Dormi no trabalho. Literalmente! Então passei a tomar meio comprimido, à noite. Isso quando lembrava. Ou seja, quase nunca.
Decidi voltar a tomar, porque a casa (cabeça) anda um pouco bagunçada.
Eu sempre imaginei esse remédio agindo dessa maneira: Como um desfragmentador de computador. Não sei se alguém já viu. As cores estão todas espalhadas – misturadas. O desfragmentador tem a função de alinhá-las. Ele vai formando colunas, todas da mesma cor. Pelo menos era assim.rsrs
Ontem, ao tomar o remédio, imaginei: Um quarto cheio de brinquedos espalhados. Ontem eu quis imaginar isso. Não sei por quê. rsrs Aí vem alguém, vai pegando os brinquedos e guardando tudo dentro de uma caixa. Como são muitos os brinquedos espalhados,  vou precisar de ajuda (remédio) por mais um tempo. Até porque, provavelmente vou continuar bagunçando. Às vezes por minha própria vontade. Às vezes... Vontades alheias.
Gostaria de não precisar de ajuda. Gostaria mais ainda de não fazer essa bagunça toda. Só que, diante de todo o estresse “psicológico e emocional” que ando passando, não tem como. E se uma das maneiras de organizar a bagunça é essa... Vai bem uma ajudinha.

Postar um comentário