quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Sobre mim, e as músicas.

De vez em quando vou postar músicas que amo, e que me trazem lembranças de lugares, pessoas, situações. E essas lembranças podem ser tanto boas, como ruins. Não tenho preconceito.rss
Mas não vou postar só por isso. Para relembrar.  Vou postar principalmente porque, como todos - que me conhecem - sabem, música é “uma” das minhas paixões.
Só que tem um detalhe muito importante. Quando digo que gosto de música, deixo claro que, o que vem primeiro é a melodia. Eu vibro ao som de um instrumento de percussão.  Fico encantada ao ouvir o som de um violão. Enfim, sou apaixonada pelo som dos instrumentos musicais. Não vou especificar quais, até porque não conheço e não entendo nadinha deles.
Não que a letra não seja importante. Claro que é! Porém, vocês vão perceber – ou entender o que estou dizendo - quando eu postar algumas músicas, que a letra não tem nada a ver... COM NADA.
Ou seja, não tentem tentar desvendar o que eu estou querendo transmitir quando digo que gosto de “tal” música, porque vão perder tempo.rss
Acontece que não entendo nada, nada, nada de inglês.  Sou da geração do “enrolation” e “embromation”. Época em que a gente trabalhava e dava todo o dinheiro em casa. Estudava em escola pública, onde na aula de inglês tinha o básico do básico. Isso quando tinha. Pagar cursinho de inglês era só para quem podia. Internet não havia.
Mas nem tudo foi culpa da falta de recursos financeiros ou tecnológicos. Eu acho que não tenho o menor dom para falar inglês. Menos ainda para entender. Isso porque hoje tenho a oportunidade - tanto financeira como tecnológica - para aprender e não faço o menor esforço.
Bom, mas não estou aqui para meter o pau em mim.rss Estou só respondendo (antes mesmo dos questionamentos) que gosto de uma música quando a melodia me embala, me envolve. Quando toca lá no fundo do meu coração, fazendo-o pulsar apertadinho. Ou quando faz meu corpo balançar sem mesmo que eu perceba.
Certas músicas fazem isso comigo. E estarei dividindo-as com vocês. Se bem que... Já tenho feito isso!rss
Postar um comentário