segunda-feira, 11 de abril de 2011

26ª APTC - parte 2

 Quinta-feira dia 10/02, neste dia fomos eu e a Nina do trabalho para casa para nos arrumarmos (geralmente eu fico direto do trabalho) mas ela quis ir para meu apartamento. Chegando no Centro de Convivência uma fila quilométrica, minha dinda já tinha rachado de ligar no meu celular para saber onde eu estava, porque como sempre, os ingressos estavam comigo.rss Fiquei feliz pois chegando lá estavam também a Sandra e a Adriana amigas da dinda e hoje minhas também, e por um  milagre a Angela foi neste dia também (ainda bem que não choveu.rss).

"Mulheres descasadas procuram", uma comédia da Cia (Teatro de Pano). Muito riso, reflexão e divertimento, nesta comédia em que a festa começa logo na entrada, quando é servido um vinho ao público (não sei quem bebeu o meu). Esta comédia esteve em cartaz em São Paulo com grande sucesso de público, quando no elenco estava a atriz Sheila Mello.agora, volta em cartaz com o elenco original Tânia Guinatti e Glaucia Macabelle.
A peça conta os momentos vividos por duas amigas que se reencontram depois da separação e resolvem dividir um apartamento. As histórias da época de casadas e as esperanças e frustrações depois de separadadas, dão a tonica desta hilariante comédia.

Nâo posso deixar de comentar que apesar de rir muito, muito mesmo, algumas cenas devia fazer as meninas lembrarem de mim, porque elas olhavam para onde eu estava (afinal esse monte de mulherada não conseguimos sentar todas juntas) e a gente rachava de rir. Principalmente na cena em que as duas atrizes resolvem ir para a balada.kkkkkkkkk
Queria matar as meninas. Mas minha alegria maior foi reencontrar as minhas florzinhas da Mansur: Lívia, Patricia, Gisele, Janaina, Elaine, Darci e Suzana. Adoro essas meninas, sinto muitas saudades delas.
Depois de tirarmos algumas fotos me juntei as minhas primas e amigas e fomos no City Bar para um Happy Hour.rss

Imagem de uma das cenas da peça, essas duas são muito loucas.hahahahaha
Sábado, 26/02 fui acompanhada, acompanhada nada, na verdade fui levar um amigo, quase um filho, chamo ele de "carrerinha" que é seu apelido o nome é difícil, então ficou assim mesmo. Ele é inquilino da minha irmã, veio de uma cidade pequena que não sei o nome (também nem lembro se perguntei) enfim, como ele disse que nunca tinha ido a um teatro, foi, pela primeira vez. Está certo que o Centro de Convivência não é aquele Teatro, mas para ele que não conhecia, achou tudo o máximo, eu sou escandalosa quando dou risada, mas ele se superou.

"O chefe nosso de cada dia", uma comédia da (Cia Arco Iris). Baseado em relatos verídicos e bem humorados. De Claudinei Silva pretende antes de mais nada tirar do público muitas e muitas gargalhadas decorrentes de situações vividas, principalmente pelas secretárias e faxineiras de escritórios e empresas praticamente obrigadas a suportar as cantadas mais grosseiras e fora de moda de seus chefes de forma que nada estivesse acontecendo sempre para resguardar seus empregos. Essas situações hilárias as levam, como também todo funcionário que se vê pressionado por tantos "chiliques chefiais", a pensarem numa forma de exterminá-lo. Na peça todos aprenderão formai jamais imaginadas por alguém.

Final de peça, carrerinha encantado com tudo. Na saída queria pegar na lata de lixo o refrigerante e a pipoca que tivemos que jogar quando entramos no teatro (não pode comer lá dentro) só não pegou porque falei que ia bater nele e ele acreditou.rss
Como ele disse que sempre teve vontade de comer um pastel em uma lanchonete em frente a Prefeitura que chama " Ô Pastel", lá fomos nós. Ele sem noção, queria pedir logo 3, convenci que era muito e ele não ia aguentar, então pediu 2 e queria que eu o acompanhasse, é louco?!?! Pedi 1 e deixei para comer um de banana com canela que adooooooooooooro. Ele depois de comer os 2, não contente pediu um de brigadeiro. Comeu fazendo careta, mas comeu.rss Foi uma noite agradável!


Postar um comentário