domingo, 3 de julho de 2016

Simplesmente Elis

Dia 01 de Julho retornamos ao teatro de Paulínia. Agora para assistir ao show “Simplesmente Elis”.
Ganhamos os ingressos do Correio Cult.
Fomos direto da academia para o hotel Ibis. O Zé fez uma reserva, pois no dia seguinte comemoramos o nosso 5º ano juntos. Mas sobre a hospedagem e onde fomos comemorar conto na próxima postagem.
Voltando ao teatro...
A sessão seria às 21h. Sentamos bem na frente. O teatro estava lotado.
Antes de começar o Zé já me avisou que não será o musical que tínhamos ido ver em São Paulo. Eu disse que sabia. Nem dá para comparar. No outro pagamos mais de 500 reais. E nesse o ingresso estava sendo vendido a 25 reais. E o outro o título era: Elis, a Musical. E esse: Simplesmente Elis.
Mas pelo jeito, algumas pessoas imaginavam que era o musical mesmo, pois vi gente saindo logo que a cantora entrou no palco. Acho que não viram a sinopse do show, que transcrevo abaixo e que tirei daqui:

"Simplesmente Elis" (com Didi Gomes e banda)
Musical em homenagem a uma das maiores intérpretes da MPB, a cantora Elis Regina. Para relembrar os sucessos imortalizados pela voz marcante da Pimentinha, a cantora Didi Gomes sobe aos palcos agraciando o público com seu talento, que tem conquistado admiradores e seguidores por onde tem passado devido ao seu timbre de voz reconhecido pela crítica como semelhante ao de Elis.

Didi é bastante simpática. Entre uma música e outra, contava-nos um pouco da sua história. Que é de Santos. Como se apaixonou pela música...
Ela não deixou a desejar. Até porque não deve ser nada fácil cantar as músicas da Elis. A plateia cantou e vibrou junto com ela músicas como: Maria, Maria. Águas de Março. Como Nossos Pais. Romaria.
O show maior ficou por conta do percussionista. Impressionante a empolgação dele.
Para quem gosta das músicas da Elis, de um teatro, de uma noite diferente, está aí uma boa pedida!

Postar um comentário