segunda-feira, 20 de julho de 2015

Encontro de Motos - São Pedro

No restaurante "Mirante do Cristo".
Sábado nós fomos para São Pedro, ver como é um encontro de motos. Na verdade o Zé combinou com um “possível parceiro/patrão” de se encontrarem para conversar e quem sabe fechar algum tipo de negócio. O Everson veio de Minas para cobrir o evento. Ficaria na cidade nos três dias do “encontro”. A princípio o Zé ia na sexta-feira, sozinho. Depois ficou sabendo que o Everson chegaria muito tarde, então resolveu adiar para o Sábado. Por isso fui junto.
Chegamos em Águas de São Pedro às 10hs30min. Os dois combinaram de se encontrar em uma lanchonete do posto de gasolina. Chegando lá, nos apresentamos, tomamos um cafezinho, eu deixei os dois conversando e fui sentar-me fora da lanchonete. Ali fiquei por quase duas horas. Se eu soubesse que iam demorar tanto tinha ligado a TV do meu celular. Ou então ficava na internet. Ou então iria passear no centro turístico, que mais tarde (na volta) vi que era só virar a esquina. O Zé também disse que não sabia que iam demorar tanto. E também não se lembrava de que era só virar a esquina e eu estaria no centro turístico de Águas de São Pedro.
Saímos dali já passava das 14hs. Fomos direto almoçar em um restaurante que fica próximo ao Cristo.
Depois de almoçarmos tranquilamente, fomos para o “encontro de motos”. Pensa em um lugar barulhento, gente de todas as idades, motos para todos os lados. É isso o encontro!
O Zé pagou a entrada, que é de 15 reais por pessoa. Deu a volta no barracão e conseguiu uma vaga para parar a moto quase na saída.
Demos uma circulada geral. De um lado (do barracão) ficavam as barracas de tudo. Motos, capacetes, roupas e acessórios, CDs, quadros. Do outro lado as barracas de comes e bebes. Atrás um palco enorme com show de rock. Foi só uma volta e fomos embora. Estava muito... Sol... Calor... Barulho, e eu... Com sono.
Mas foi bom para conhecer. Sempre ouvi falar desses encontros. O Zé disse que já curtiu, em outras épocas.
Voltando o Zé foi me mostrar onde era o ponto turístico de Águas de São Pedro. Foi nessa hora que descobri que eu fiquei por mais de 2 horas, sentada, sendo que estava a alguns metros dali. É rir para não chorar!
Chegamos em casa antes de anoitecer. Eu fui direto para a cama... Para relaxar.


Postar um comentário