quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Meu segundo emprego

Era uma manhã do mês de dezembro de 2007. Eu estava desempregada, e chateada. E pior... Cheia de dívidas. Olhando o jornal, vi uma vaga que me interessou. Recortei o anúncio e colei atrás do meu celular (uma forma de não esquecer), para mais tarde ir à casa da Adriana enviar o currículo. Fiz isso e, na mesma semana fui chamada para fazer uma entrevista.
Lembro que fiquei relutante quando soube que quem iria me entrevistar era um homem. A Adriana me passou um sermão, dizendo que nem todos os homens eram iguais. Não fiquei muito convencida disso, mas enfim, fui fazer a entrevista.
Quem me entrevistou foi o Marcelo. Fiz um teste – um tanto quanto esquisito – que confesso... Acho que se fosse só por ele eu não passaria. O outro teste era digitar uma mensagem. Soube depois que, de todas as entrevistadas, eu fui a mais rápida. Nisso valeu o que eu gostava de fazer quando ainda era dona de casa. Adorava digitar as mensagens que recebia por e-mail, ou que via por aí. Com isso adquiri agilidade. E por sorte, a vaga, no DC era para digitar Livro Caixa. Outro fator que contribuiu muito para eu conseguir a vaga foram os cursos que fiz na FAC. Percebi o interesse do Marcelo sobre os mesmos.
Comecei a trabalhar no dia 17 de Dezembro de 2007 e por incrível que pareça, cinco dias depois estava entrando de férias coletivas com o pessoal.rss
Trabalhei nesse escritório por quase três anos. Comecei com o cargo de Auxiliar Administrativo, passando para Auxiliar Contábil, Assistente Contábil e no final, Analista Contábil. Ali conheci pessoas maravilhosas. Logo no primeiro dia a Rose que era do Depto.Pessoal, perguntou se podia me chamar de Margô. Adorei e desde então utilizo esse apelido. Ali conheci pessoas que jamais irei esquecer e algumas delas são presentes na minha vida até hoje. Difícil citar nomes porque posso cair no erro de esquecer algumas. Porém, a Tatiane que era do mesmo departamento que o meu, a Rosileni que era do Departamento Fiscal e a Marcelle do Departamento Pessoal, essas não tem como... Com elas eu criei um laço muito forte. Elas estão muito presentes no meu dia a dia e, vez ou outra, eu estarei tocando no nome delas.
Vou citar outras figuras inesquecíveis. Farei a menção por departamento.
Departamento Contábil: Patrícia (evangélica), Glacy, Patricia (japonesa), Janaina, Priscila de Paula, Lívia, Gisele.
Departamento Fiscal: Elaine, Eponina (Nina), Estela, Cristiane.
Departamento de Pessoal: Rose, Ana Maria, Lucia, Suzana.
Departamento de Processos: Amorim, Rogério.
Recepção: Darci, Grazieli.
Departamento Administrativo: Patrícia, Fabrícia.
Diretoria: Sr.Mansur, Marcelo, Fernando.
Tinha também a D.Fatima. Ela fazia a limpeza. Servia café na mesa pra gente. Esquentava nossa marmita. Era sempre tão cuidadosa com todos. Saudades do chá de gengibre que ela carinhosamente fazia. 
Ah. Já ia me esquecendo do Ricardo. Ele era o office boy. Era não... Ainda é. Sei que continua lá até hoje.rss
E durante aqueles quase três anos, outras pessoas passaram por ali, porém, as que eu mencionei são as que mais me recordo.
Ali tive novamente a companhia da Vera Albino – aquela do primeiro emprego. Indiquei-a para trabalhar conosco. Ela começou no Departamento Fiscal, passando depois para o Departamento Contábil.
Nesse emprego e com essas meninas aprendi muita coisa, tanto no aspecto profissional, como pessoal. Foi uma fase muito importante da minha vida e que jamais esquecerei.
E termino mais um episódio da minha história, onde mais uma vez esteve presente, me dando força – e puxando a orelha quando foi preciso – a minha irmã, Adriana.
Além dela, sou também muito grata ao Marcelo e hoje, onde quer que eu vá, digo que ele foi o meu Anjo, pois, acreditou em mim!
E por fim, a Tatiane, que foi quem me acolheu e me ensinou o que sei hoje. Além de cuidar de mim como uma mãe. E olha que tenho idade para ser mãe dela!rss 
Postar um comentário