domingo, 14 de junho de 2015

Quem consegue dormir com tanto barulho?

Para mim, o Sábado e o Domingo são os dias que eu gosto, quero e procuro dormir até mais tarde. Só que ontem e hoje não...
Problema é que a minha direita, a menos de um quilometro está a Paróquia Santo Antônio. E a minha esquerda, também a menos de um quilômetro está o Estádio Moisés Lucarelli.
Para quem não sabe, ontem foi dia de Santo Antônio.  E fui despertada com o barulho estrondoso de fogos de artifício, rojão. Pode até não ter sido nessa proporção só que, estava cedo e eu estava dormindo.  Só não fiquei irritada porque eu tinha que acordar mesmo. Ia trabalhar.
Agora hoje eu não esperava. Logo cedo barulhos de buzinas, fogos de artifício, moleque na rua cantando “ponteee, ponteee”. O que é isso meus Deus?! O Zé falou. Hoje tem jogo da Ponte, às 11 horas. Pô, não era nem 10 horas.
O Zé trouxe uma xícara de café e continuei firme, ali na cama.
Porém, os barulhos aumentaram. Agora além das buzinas, dos fogos de artifício e rojão, tinha outros. Da bateria tocando samba. Da torcida cantando “ô eu te amo, ô eu te amo meu amor”. Ou então “olê olê olê, ola Ponte, Ponte”. E pra complementar toda essa barulheira, o Hino Nacional foi tocado na guitarra. Inacreditável!
Pedi outra xícara de café, e continuei na cama, virando de um lado para o outro. Quem sabe os barulhos diminuem.
Só que não. Agora começou o som da fanfarra do Colégio Adventista, que fica em frente de casa.
Agora basta. Saí da cama. Fala sério! Dá para dormir com tanto barulho?
Postar um comentário