quinta-feira, 10 de março de 2011

Amor contínuo "por mim"

Vê-los ali, no ponto de ônibus
ao mesmo tempo que me deu uma alegria imensa
alegria essa que me fez levantar e abrir a janela para chamar-lhes a atenção
uma alegria que se apagou diante de uma tristeza, talvez maior que esta alegria
ouvir um "te amo mãe" é tão bom, foi tão bom.
Meus olhos se encheram de água, no peito um aperto
Engraçado sempre quando isso acontece penso logo em pegar o celular e ligar
desta vez me contive e eis que logo ele tocou.rss
Na minha mente um só pensamento "como éramos felizes"
tempo em que sentávamos diante de uma televisão, os quatro
e assistíamos de tudo, como curti Castelo-Rá-Tim-Bum e outros
acordá-los para ir à escola ao som de "Sítio do Pica-pau-amarelo"
Pokemon, teve até a época da Chiquitita, o importante
era acordá-los ao som de música ... que saudades!
Eu sempre  muito "bagunceira"estava sempre ali, no meio deles,
o pai que é mais reservado sempre chamando minha atenção
achava que eu não devia me misturar à eles, iriam deixar de me respeitar.rss
Sinto falta desta bagunça, sinto falta do abraço de cada um, sinto falta, só muita falta...
O tempo curou algumas feridas, o tempo fez com que cada um seguisse seu rumo
Novos amores, novos amigos, novas conquistas, novos projetos
Sei que mudei muito, muito mesmo, nem precisam dizer, sei disso.
Hoje amo, amo muito, amo todos, amo tudo
E vê-los esta noite, só me fez pensar o quanto os amo de verdade
o quanto os amo e não tinha percebido, ou talvez tente
camuflar este sentimento para não sofrer tanto,
para não sentir tanto a falta que fazem
Amo... amo vocês, meus filhos...meu tudo.... meu mundo.
Postar um comentário