segunda-feira, 25 de maio de 2015

Chaplin O Musical

Quem me conhece sabe o quanto sou fã do Chaplin. Tanto que desde que criei esse blog, ele me acompanha... Aí... Do ladinho.
Diante disso, impossível deixar de ir ver um musical sobre a vida dele. Por isso, não pensei duas vezes quando o Zé mandou e-mail, dizendo que a Trondi estava levando o pessoal para ver “Chaplin, o Musical”. Eu até achei o preço meio salgado – R$ 305,00 por pessoa. Mas, levando em conta que é em São Paulo. Um Shopping que nós não conhecemos. Que eu iria conhecer o Marcelo Antony e rever o talentoso ator Jarbas Homem de Mello. Além do impecável serviço de bordo do ônibus. Ah, isso tudo não tem preço!! Fechamos com a Trondi.
Comentamos com o Afonso que treina na academia e ele se interessou. Chegado o dia, o combinado foi de deixarmos o carro na garagem do prédio dele. Ele mora próximo ao Centro de Convivência, de onde iria sair o ônibus.  E assim fizemos. O ônibus, como sempre saiu no horário, que estava marcado para as 15hs30min.
Chegamos e ainda deu tempo para passear pelos corredores, tirar fotos e tomar um café.
O Teatro Net está localizado no 5º piso, do Shopping Olímpia. Ele é um pouco diferente do que estamos acostumados. Por fora e por dentro. Tanto o teatro, como o saguão é todo de tijolinho a vista, o que torna o ambiente escuro. O saguão é pequeno, apertado. Quase não dava para circular. Tinha muita gente, além dos balcões onde vendiam pipoca, água, etc. Vendiam também lembrancinhas do espetáculo. Nem cheguei perto. Estava me dando agonia aquele amontoado de gente.
O espetáculo iria começar às 18hs, então fomos nos assentar.  Nossos assentos estavam localizados na plateia lateral, fileira K – números 17 e 19.
Sobre o espetáculo não vou falar muito, porque já transcrevi a sinopse na postagem de ontem.  Essa postagem é mais dedicada aos meus comentários sobre o passeio, de um modo geral.

Não posso deixar de “babar” para falar do protagonista, o ator e dançarino (e sei mais lá o que) Jarbas Homem de Mello. Gente... Ele é fantástico! Magnífico!! Ele representou o Chaplin tão perfeitamente, que em alguns momentos a plateia vibrava e aplaudia. Fiquei emocionada e lágrimas rolaram pelo meu rosto no momento da transformação do Carlito.
O cenário. O figurino. A interpretação de todo o elenco, bem como as canções, tudo muito bem feito, o que tornou o espetáculo, vibrante, emocionante. Digno de Charlie Chaplin!
Eu adorei conhecer o Marcelo Antony. Adorei rever o Jarbas e... Amei saber mais (detalhes) sobre a vida desse meu grande ídolo Chaplin.
Nem percebemos a hora passar, afinal o espetáculo tem mais de duas horas e meia de duração- com um pequeno intervalo. Terminou quase 21hs.
Saímos de lá animados, comentando. No ônibus, mais comentários. Sempre positivos. E voltando para casa, os tradicionais lanchinhos e docinhos da Roberta, acompanhados de refrigerante e vinhos.

Foi um Domingo perfeito!
Postar um comentário