domingo, 19 de abril de 2015

E lá se foi o meu domingo.

Hoje passei o dia na cama. Há tempos não fazia isso.
Antes de me levantar (definitivamente), saí da cama por duas vezes. A primeira foi às 11 horas para tomar remédio (dorflex) para dor, pois, doía a garganta, os ombros e a panturrilha.
A garganta começou a doer ontem. Não sei o motivo. Não lembro de ter abusado.
O ombro eu acredito que é porque ando muito tensa por causa do trabalho. Tenho prazos. Até mesmo na Ômega, que tenho ido somente aos Sábados.
E a dor na panturrilha deve ter sido por ter caminhado muito apressadamente por mais de 1,5km na sexta-feira. Eu peguei um ônibus que achei que passava onde eu tinha de descer. Só que não foi o que aconteceu. Então desci na Governador Pedro de Toledo e fui a pé para o escritório. Para ajudar estava de rasteirinha. Pensando bem, menos mal, pois, podia estar de salto. Sei que chegou a ficar vermelho embaixo dos meus pés.
A segunda vez foi às 15 horas, para abrir a cortina - que estava fazendo barulho - por causa do vento. Estava começando a chover.
E a terceira e definitiva vez que saí da cama já passava das 17 horas.
Até que não foi mal passar o dia na cama. Sei que joguei um dia fora, mas estava precisando descansar.
Postar um comentário