segunda-feira, 13 de abril de 2015

D.Odete

Ontem a noite a D.Odete caiu. Mais uma vez. Caiu e bateu a cabeça.
A gente estava em casa assistindo o filme Interestelar. Era quase sete da noite, quando o celular do Zé tocou. Ele atendeu e começou a falar alto e gesticulando para eu abaixar o volume da TV. Era o pai dele, avisando que a mãe estava caída no chão da cozinha. Ele não consegue levantar ela.
O Zé ficou perdido, pois, sabia que era o dia da Adriana estar com os pais. Então ele ligou para a Adriana. Ela falou que pagou a cuidadora para ficar no lugar dela. Ela ligou para a cuidadora e ficou sabendo que a mãe dele dispensou-a antes do horário. Ela não devia ter ido, pois o combinado é só ir embora quando a outra cuidadora chegar.
Saímos desesperados de casa. Imaginem. Dois idosos sozinhos, sendo que um estava no chão. Sabe-se lá em que condições.
Passamos em tudo quanto foi sinal vermelho. Os que davam, é claro. Chegamos na casa dos pais dele, a Adriana já tinha chegado.
Fomos direto para a cozinha e ela estava lá, no chão, apoiando a D.Odete que estava de costas pra gente. Pude ver o cabelo todo ensanguentado e sangue no chão. Fiquei assustada, mas ela estava bem. Foi um corte superficial (apesar do galo).
Levaram ela ao hospital para fazer exames, mas graças a Deus não foi nada grave.  Somente observação por 30 dias. 
Que susto que ela nos deu! 
Postar um comentário