quarta-feira, 3 de maio de 2017

Quem vai comigo para Maceió?

Hoje estou muito feliz! Ganhamos mais um grande presente de Deus! O Bruno vai comigo para Maceió.
Deixa eu explicar o que está acontecendo.
Eu e o Zé tínhamos ganhado passagem de avião. Comentei aqui sobre esse presente.
Porém, o Zé começou a trabalhar no dia 10 de abril. Isso depois de mais de 02 anos desempregado. Só fazendo (bico) aquela viagem, como motorista - 03 vezes ao ano.
Então ele achou que não seria legal faltar alguns dias, e decidiu que não iria mais para Maceió.
Por outro lado, eu já tinha pedido os dias de férias. E tinha convencido minha irmã e cunhado (Adriana e Henrique) à irem também. E ela comprou as passagens e reservou o hotel. Pertinho de onde ficaremos hospedados. Mas tudo isso antes mesmo do Zé começar a trabalhar.
E tinha outros problemas também. A pousada estava reservada e paga. O carro alugado. Olha a complicação. E agora... O que fazer?
Resolvi que eu iria de qualquer jeito. Então oferecemos a passagem do Zé para o Bruno. Seria ótimo o Bruno ir comigo. Nós temos muitas afinidades. Ele se parece muito comigo. 
Só não contamos que a passagem de avião é intransferível. Era o que todos diziam. Mas, mesmo assim, o Affonso (que foi quem nos deu as passagens) disse que ia tentar transferir.
Hoje cedo, pesquisei na internet e vi que realmente não tinha como transferir e muito chateada, dei a notícia para o Bruno. Falei para o Zé entrar em contato com o Affonso e falar para ele não se preocupar, pois a gente estava ciente que provavelmente não ia dar certo. 
Diante dessa situação, o Zé pensou em mudar o dia da passagem dele, ele iria na sexta-feira. Assim faltaria do trabalho um dia. Então ele ligou para a secretária do Affonso. Minutos depois, me ligou dizendo que não tinha como mudar o dia de uma passagem. Ou era as duas... Ou nada!
Até pensei em deixar para ir na sexta com ele. Pensamos na pousada que estava reservada desde terça. No Henrique e a Adriana que já estariam lá. No fim (em minutos) decidimos que eu ia na terça mesmo. Sozinha! Lá o Henrique iria me buscar no aeroporto. Então o Zé retornou para a secretária pedindo para deixar quieto.
Eu estava chateada. Perder uma passagem, tendo uma pessoa para ir junto. Fora que eu não curto viajar de avião. E teria que fazer isso sozinha. Pior!
Passados alguns minutos, vejo o celular tocando. Era o Zé. Ele pediu para eu ver o whatsapp. Mais que depressa fiz isso. Ele tinha uma notícia maravilhosa! Tinham conseguido transferir a passagem para o nome do Bruno. mandou até a foto. Acho que ele sabia que eu não ia acreditar.
Depois de agradecer a Deus, a primeira coisa que fiz, foi mandar a notícia (com a foto da passagem) para o Bruno, que ficou muito feliz.  Depois dei a notícia para a Adriana, que adorou também. O Zé não ficou chateado, ele está bastante entusiasmado com o novo emprego, e sabe que não faltará oportunidades para fazermos outras viagens juntos. 
Postar um comentário