sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Decepção



As vezes (ainda) me surpreendo com as pessoas. Que bobagem, já era pra ter aprendido. Me refiro ao descaso ou falta de consideração nos relacionamentos.Tentarei expor, sem muitos detalhes o motivo da minha chateação. Ontem esteve no escritório onde trabalho uma ex-funcionária. Não a conheci muito pois nossa convivência foi de pouco + de 4 meses. Pertencíamos a departamentos diferentes e nosso relacionamento não passava de um “Bom dia” e “Boa tarde”, com exceção do Happy Hour de confraternização onde pudemos trocar mais algumas palavras. Ela trabalhou pelo que fiquei sabendo por + de 3 anos e se dedicou muito ao trabalho e à empresa e  isso eu pude constatar nestes poucos meses. Hoje, apenas 20 dias após sua saída sua mesa já está em outra posição e sendo ocupada por outra pessoa. Na verdade a presença dela ontem não despertou o menor entusiasmo em seus ex-colegas, ao revê-la. E isso me entristeceu. Não devia me surpreender mais com essas atitudes, ainda mais eu que após anos de casada e achando ser insubstituível, simplesmente fui. Fácil assim!!
Fiquei triste por ela pois vi no seu olhar a decepção por ver que “tudo continuou” e que pelo que demonstraram pouco sentiram a sua falta. Com tudo isso aprendo mais um pouco. Que não vale a pena a gente se entregar “de corpo e alma” ao trabalho, amores, etc pois um dia podemos nos decepcionar, só estaremos livre desta lição desde que "tudo" que façamos seja feito sem  esperar (ou mesmo imaginar) algo em troca,  difícil, né?

* Procurando uma imagem encontrei uma frase que diz: "Decepção não mata, ensina a viver".
   É isso aí... apesar da dor o importante é saber aprender e acima de tudo, compreender.
Postar um comentário